Ouvidoria potencializa participação da juventude no processo de escuta da comunidade escolar
Foto: Pedro Moraes/SECBA

A Ouvidoria da Educação está potencializando a participação da juventude no processo de diálogo e escuta sobre as demandas da comunidade escolar. E é com o objetivo de ampliar, ainda mais, a relação da Ouvidoria com a escola, que a Secretaria da Educação do Estado (SEC) promove um encontro com líderes de classe, jovens ouvidores e representantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), no Hotel Mercury, em Salvador. A atividade, iniciada na terça-feira (20), segue até esta quinta-feira (22).

O secretário da Educação do Estado, Danilo Melo, falou sobre a importância da Ouvidoria da Educação. “Quando fortalecemos o debate dentro da escola, surgem sugestões importantes e que contribuem para avançar o sistema. Além disso, percebemos que é um processo de emancipação política desses jovens, o que é fundamental para um país mais democrático”.

De acordo com a programação, estão sendo abordados temas como “Política Pública e Cidadania: Desafios na democratização da relação poder público e sociedade civil na Bahia e as políticas públicas afirmativas” e “Ouvidoria pública: Gestão, Participação e Controle Social – Experiências Exitosas”.

Jocivaldo dos Anjos, ouvidor da SEC, fez uma avaliação das ações da Ouvidoria da Educação, em 2022. “Hoje é um dia de escuta, onde temos a possibilidade de reunir jovens de todo o Estado para expressar suas ideias e mostrar onde devemos melhorar. O momento também é de comemoração, porque percebemos o empenho da juventude em debater e discutir ações para a Educação”, afirmou.

Emile Farias Lima, 1º ano do Ensino Médio, do Colégio Estadual Reis Magalhães, no município de Glória, falou sobre a representatividade como jovem ouvidora. “Está sendo uma experiência muito interessante. Quando mostramos a nossa voz, outros jovens se expõem. É fantástico perceber que a Ouvidoria consegue aflorar e externalizar o brilho de muitos colegas”.

Dentre os participantes do primeiro dia de atividades, estavam Jonival Lucas, ouvidor geral do Estado; Aléssia Tuxá, defensora pública; e Ângelo Almeida, deputado estadual.

Fonte: Ascom/SEC