Foto: Sesab

O Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Muniz (Lacen/BA) e a Vigilância Epidemiológica da Bahia, órgãos ligados à Superintendência de Vigilância e Proteção à Saúde/Suvisa, ambos pertencentes à estrutura da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), foram homenageados nesta quarta (9), pelo Ministério da Saúde. A menção honrosa se deu pelo serviço considerado destaque “no exitoso trabalho e esforço dependidos durante a pandemia da Covid-19, maior emergência em saúde pública deste século”. O reconhecimento foi feito pela secretaria de vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

“Este reconhecimento do trabalho da Sesab pelo governo federal indica que agimos corretamente ao centrar esforços e recursos no combate à pandemia de Covid-19. Um trabalho contínuo que se mostrou muito profícuo e eficaz haja vista que a Bahia, a despeito dos mais de 600 mil mortos da Covid-19 no país, ficou com a segunda menor taxa de mortalidade do Brasil, 207,1 por 100 mil habitantes, enquanto a taxa média do país está em 327,6 por 100 mil habitantes”, ressaltou a titular da Sesab, Adélia Pinheiro.

O trabalho da vigilância epidemiológica, através do monitoramento ativo, diário, incluindo finais de semana e feriados, desde o início da pandemia, contribuiu decisivamente para este resultado. Segundo Márcia São Pedro, diretora da Vigilância Epidemiologia, “a equipe foi treinada em serviço e, dentro de um trabalho com muita responsabilidade, competência e integração da equipe de vigilância epidemiológica, nós conseguimos minimizar os efeitos pandemia, sem deixar de dar resposta aos outros agravos de interesse de saúde pública que aconteceram em paralelo, como a doença de Haff, as arboviroses, surto de malária e surto de Doenças de Transmissão Hídrica e Alimentar (DTHA)”.

Lacen/BA na dianteira

O Lacen/BA tornou-se referência nacional no sequenciamento genético de amostras do vírus causador da Covid-19 da Bahia e de outros cinco estados do nordeste (Sergipe, Alagoas, Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Norte), tendo realizado quase 2 milhões de exames covid 19 (1.964.940) desde o início da pandemia. Para que isso fosse possível, o governo da Bahia investiu cerca de R$ 20 milhões na expansão e renovação dos laboratórios com aquisição de máquinas e equipamentos.

“A homenagem se estende a cada um que integra a equipe do Lacen/BA. O comprometimento de todos eleva o nome da instituição e permite que ela seja reconhecida como uma unidade de excelência na prestação de serviços de saúde pública à população da Bahia,” destacou Arabela Leal, diretora do Lacen.

Fonte: Ascom/ Sesab