Na última segunda-feira (21), o presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Antonio Carlos Tramm, participou no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), em Salvador, da 4ª edição do projeto “Bahia Avança”. O evento, promovido pela Amcham Salvador, contou, também, com a presença de empresários e lideranças corporativas dos setores do agronegócio, energia e mineração.

Dentre os convidados, estavam: o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (Faeb), Guilherme Moura; a secretária de Desenvolvimento Econômico de Salvador, Mila Paes; a cônsul-chefe do setor político e econômico dos Estados Unidos para o Brasil, Sofia Khilji; além de importantes representantes do setor mineral baiano como o vice-presidente de operações Brazil & Argentina da JMC Yamana Gold, Sandro Magalhães; o diretor de Operações da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), da Bamin, Gustavo Cota e o diretor executivo de Operações da Ero Brasil Caraíba, Marcos Graciano.

Na programação do encontro, três painéis trouxeram os desafios, ações e soluções para os três vetores econômicos mais produtivos e em crescimento na Bahia. O presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Antônio Carlos Tramm, ressaltou a importância do evento e as medidas que a Bahia precisa tomar para incrementar a economia do Estado.

“Tivemos uma aula fabulosa sobre energia e agro e vimos como a Bahia vai muito bem, porém precisamos investir em infraestrutura para o escoamento de toda a nossa produção. Precisamos de ferrovias para que não seja necessário, por exemplo, levar o algodão que é produzido na Bahia até o Porto de Santos, porque não temos capacidade estrutural em nosso estado. Isso vai facilitar o nosso desenvolvimento e atrair novos empreendimentos, inclusive na mineração e nos outros setores. Sem trem, não somos viáveis”, destacou Tramm.

Fonte: Ascom CBPM