O COMBUSTÍVEL ADULTERADO É UM GRANDE PROBLEMA NO BRASIL E GERA DANOS GRAVES AOS VEÍCULOS// COM OS PREÇOS EM CONSTANTE AUMENTO/ O PROBLEMA TEM CRESCIDO NO PAÍS// SÓ NO PRIMEIRO SEMESTRE DESTE ANO/ SEGUNDO A AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO/ GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS/ A ALTERAÇÃO DO COMBUSTÍVEL AUMENTOU VINTE PORCENTO// COM O INTUITO DE CONTRIBUIR PARA A AGILIDADE NA IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO MODIFICADO/ OS PESQUISADORES RODRIGO GALVÃO/ SIDNEL SOUZA E ANDREI MARCELINO/ LIDERADOS PELO PROFESSOR JORGE FERNANDO/ DESENVOLVERAM UM MARCADOR LUMINESCENTE PARA DETECÇÃO DE ADULTERAÇÃO EM COMBUSTÍVEIS// OS MARCADORES SÃO MATERIAIS QUÍMICOS/ CAPAZES DE ATESTAR A LEGITIMIDADE/ A ORIGEM OU IDENTIFICAR ADULTERAÇÕES// ESSA MARCAÇÃO TAMBÉM PODE SER IDENTIFICADA EM CÉDULAS DE DINHEIRO// O MATERIAL FOI DESENVOLVIDO PELO GRUPO DE PESQUISA DE MATERIAIS FOTÔNICOS/ DA UFRB/ UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA/ NO MUNICÍPIO DE AMARGOSA// O PROJETO CONTOU COM FINANCIAMENTO DA FAPESB/ FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DA BAHIA/ E DO CNPQ/ CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO/ ALÉM DA PARCERIA COM O INSTITUTO NACIONAL DE ENERGIA E MEIO AMBIENTE// AGORA/ PARA DISPONIBILIZAR A TECNOLOGIA NO MERCADO/ OS PESQUISADORES ESTÃO EM BUSCA DE NOVOS INVESTIDORES///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ALEXANDRE SANTANA///