O município de Jequié terá o semi-anel rodoviário recuperado pelo Estado da Bahia, que, nesta segunda-feira (12), autorizou o início das obras, orçadas em R$ 14,7 milhões. Na ocasião, mais 1.292 famílias receberam do Estado os títulos de Regularização Fundiária Urbana de Interesse Social, que formalizam a propriedade dos terrenos onde vivem. Entre as ações levadas ao município, estão também autorizações para o a licitação de uma nova sede para o Colégio Estadual Luiz Navarro de Brito, e para o início das obras de pavimentação do trecho da BA-130 que dá acesso à Avenida César Borges. Os atos contaram com a presença do governador Rui Costa

A dona Judite Pereira da Silva, de 56 anos, que mora com o esposo e a filha há décadas no mesmo imóvel está satisfeita com a documentação de posse em mãos. “Já moro há 27 anos na minha casa e isso [a Regularização Fundiária] é uma coisa que a gente esperava há muitos anos, e hoje aconteceu. É bom porque a partir de hoje a gente tem a prova de que é nosso e pode fazer o que quiser”, avaliou.

Ainda entre as obras que estão sendo iniciadas em Jequié estão à construção de uma ponte sobre o Rio das Almas, com investimento aproximado de R$ 1,9 milhão, a reforma e ampliação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que custará aos cofres estaduais R$ 4,2 milhões.

Outro local que passará por recuperação é a Praça do Loteamento Mirassol, no bairro tropical, que vai receber R$ 700 mil em recursos. Ao todo, entre essas e outras ações, o Estado da Bahia já investiu mais de R$ 370 milhões em Jequié.

Repórter: Raul Rodrigues