Estudantes da zona rural de Jânio Quadros são beneficiadas com o Programa Dignidade Menstrual
Foto: Divulgação

O Colégio Estadual do Campo Eraldo Tinoco, em Jânio Quadros, realizou, esta semana, uma série de atividades voltadas ao Programa Dignidade Menstrual, que tem por finalidade a distribuição de absorventes higiênicos e a promoção de ações pedagógicas de conscientização sobre o tema. A iniciativa do Governo do Estado oferece, mensalmente, um pacote de absorventes descartáveis por estudante, por meio de um investimento total de R$ 5,6 milhões. Na Bahia, serão beneficiadas mais de 226 mil pessoas na faixa etária de 11 a 45 anos, regularmente matriculadas na rede estadual e que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Hellen Christina Silva, 17, 3º ano do Ensino Médio, mora na Fazenda Lagoa da Pedra, zona rural do município. Para a estudante, que mora com mais três pessoas, o programa auxilia a sua família, que, agora, pode dedicar o recurso destinado à compra do item para outros produtos da cesta básica. “As coisas no mercado estão muito caras, com a entrega dos absorventes, além de garantir que a gente não fique sem o absorvente, podemos comprar outras coisas para casa”.

A vice-diretora da unidade escolar, Ana Duarte, comentou que o programa beneficia no colégio 138 estudantes e vem com benefícios além da distribuição dos absorventes. “Divulgamos o tema com folders e debates em sala, nas aulas de Biologia. A ação trouxe uma proposta inovadora e surpreendente. Além de proporcionar o bem-estar para as meninas durante o período menstrual, sensibiliza quanto ao acolhimento, equidade de gênero e desmistificação de tabus alusivos à temática”.

De acordo com Talita Leitão, técnica da coordenação de Educação Ambiental e Saúde da SEC, o objetivo principal do programa é combater a precariedade menstrual, além de dar mais visibilidade para o tema, desconstruir tabus e tornar a escola um espaço ainda mais acolhedor. “Todas as pessoas que menstruam têm direito à dignidade menstrual, o que significa ter acesso a produtos e condições de higiene adequada. A menstruação é um processo natural e não pode ser um impedimento de socialização, como por exemplo deixar de ir para a escola ou de interagir com atividades cotidianas, o que pode prejudicar o seu desempenho escolar e mental”.

Ações pedagógicas – Diversos materiais didáticos também estão disponíveis no Portal da Educação, dentre os quais a Cartilha Educativa sobre Saúde Menstrual, que explica o que é a menstruação e quais as mudanças que provocam no organismo, bem como contribui para desmistificar tabus relacionados ao tema. Também fazem parte das ações da SEC os processos formativos para estudantes, professores e gestores, visando ajudar na promoção da cultura, do cuidado, da empatia e do respeito.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado (SEC)