O secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, avalia que o custo para reconstrução das áreas afetadas pelas fortes chuvas na Bahia pode chegar a R$ 1,5 bilhão, ultrapassando a cifra de R$ 1 bilhão prevista inicialmente. A previsão envolve obras urgentes inclusive em rodovias federais afetadas, e os municípios precisam de mais recursos e amparo da União. Mas o governo baiano não vai esperar, afirma Vitório.

Diante da maior tragédia climática da história da Bahia, o governo baiano desenvolveu ações emergenciais de prontidão, abrigando as famílias, distribuindo itens básicos e concedendo crédito a pequenos empresários. As ações de infraestrutura também já estão encaminhadas. De acordo com Manoel Vitório, o trabalho liderado pelo governador Rui Costa mostra que a Bahia está preparada para despesas extraordinárias por ter adotado um modelo de gestão baseado em qualidade do gasto, modernização do fisco e combate à sonegação.