O programa Bolsa Presença, que seria encerrado neste mês de dezembro, passa a ser permanente e reconhecido como uma política de Estado. A medida foi sancionada pelo governador Rui Costa e publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (17). Com isso, o pagamento do auxílio financeiro para as famílias dos estudantes em condição de vulnerabilidade socioeconômica será executado junto ao calendário letivo a partir de 2022.

Outra novidade é que o valor do benefício será ampliado. Além dos R$150 por família de estudante da rede estadual de ensino, será acrescido R$ 50 por aluno, a partir do segundo estudante admitido no Programa. O governador Rui Costa destaca que a iniciativa é estratégica para assegurar a permanência dos alunos na escola, representando “uma ajuda para evitar a evasão escolar e avançar na melhoria da qualidade de vida das pessoas e no aumento da aprendizagem”.