Registros de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte apresentaram queda de 46% nos primeiros quatro meses de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado, na cidade de Eunápolis, no extremo sul do Estado. Em números absolutos, foram 14 casos a menos. No quesito feminicídio, o município continua sem registro.

De acordo com o tenente-coronel Sandro Lopes, comandante da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Eunapólis), representantes das forças de segurança estaduais, do Judiciário e do Ministério Público, que atuam na cidade, mantêm uma discussão constante, na busca pela ampliação do trabalho e, por consequência, reduzir os delitos. “Fizemos um grande São João e estamos preparados para promover o maior e mais seguro Pedrão dos últimos 13 anos”, garantiu o oficial, lembrando que o município é conhecido por fazer a maior festa de São Pedro da região.

O titular da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorrpin/Eunápolis), delegado Moisés Nunes Damasceno, por sua vez, revelou que ações qualificadas tiraram de circulação os principais envolvidos em crimes contra a vida, culminando com o decréscimo nestes tipos de delito. “Identificamos e prendemos inúmeros homicidas. Só no ano passado foram cerca de 50 prisões na região”, enfatizou.
Fonte: Secretaria da Segurança Pública (SSP)