A Bahia é líder nacional no cadastramento de empreendimentos em eólica e solar para participação no Leilão de Energia Nova, A-6, de 2019. Dos 845 empreendimentos eólicos cadastrados, com oferta de 25,1 mil MW, o estado foi responsável pelo cadastramento de 298, com 8,4 mil MW, 33,4% da potência. Já em solar, a Bahia foi responsável por 218 (6,9 mil MW) cadastros, do total de 825 (29,7 MW), 23,3% da potência. O leilão ocorrerá em 17 de outubro deste ano. 
Os dados foram divulgados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), na última segunda-feira (24), no Informe Executivo de Energias Renováveis. “Por serem limpas, as energias renováveis compensam as emissões de gás carbônico provenientes de outras fontes de energia, ajudando a reduzir o efeito estufa que causam as mudanças climáticas. Além disso, os parques são de extrema importância para o desenvolvimento da indústria e da economia do estado, gerando emprego e renda para o povo baiano", destaca o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão. 
A Bahia tem 156 parques eólicos em operação, capacidade instalada de 3,9 mil MW e mais de 1,3 mil aerogeradores, que geram 947 mil MWh/mês, beneficiando cerca de 23 milhões de habitantes. Os investimentos de R$ 15,4 bilhões já beneficiaram 20 municípios: Sento Sé, Caetité, Morro do Chapéu, Campo Formoso, Gentio de Ouro, Igaporã, Guanambi, Pindaí, Mulungu do Morro, Brotas de Macaúbas, Várzea Nova, Cafarnaum, Sobradinho, Casa Nova, Brumado, Xique-Xique, Bonito, Ourolândia, Dom Basílio e Umburanas.
Com 24 parques solares fotovoltaicos em operação, a Bahia também é destaque no setor, com 636 MW de capacidade instalada e mais de 1,9 milhão de módulos fotovoltaicos. Já foram investidos R$ 3,1 bilhões, com cinco municípios beneficiados: Tabocas do Brejo Velho, Bom Jesus da Lapa, Juazeiro, Salvador, Guanambi e Itaguaçu da Bahia. Os parques geram 122 mil MWh/mês, beneficiando cerca de 3 milhões de habitantes. A SDE divulga mensalmente o Informe Executivo de Energias Renováveis, contendo um balanço detalhado do setor no estado.
Fonte: Ascom/SDE