A Lavagem do Bonfim contará com aproximadamente 1.700 policiais militares, trabalhando ostensivamente e em caráter investigativo para garantir a segurança de baianos e turistas. Distribuído nos sete quilômetros de extensão do cortejo, o policiamento será montado a partir das 7h da quinta-feira (15).
Os policiais atuarão em 208 patrulhas, postos elevados de observação (policiais e bombeiros militares), radiopatrulhamento (carros e motos), além do reforço policial nas estações de transbordo, principais corredores de tráfego, pontos de ônibus e vias de acesso à festa.

Reforço

A PM acompanhará também o cortejo através do Esquadrão de Motociclistas Águia, que terá início às 7h30 da Igreja da Conceição até a Colina Sagrada. Unidades especializadas como Batalhão de Choque, o Batalhão de Eventos, a Cavalaria, Polícia Ambiental e Grupamento Aéreo (Graer) reforçarão as ações de segurança.

A intensificação do policiamento na região do Bonfim teve início no último dia 8, com a abertura oficial da programação da Igreja do Bonfim, seguida de novena, e se estenderá até o dia 18 de janeiro (domingo), quando ocorrerá uma procissão finalizando as comemorações. Já o Corpo de Bombeiros realizará operações de busca e salvamento em situações de sinistros e calamidades, atendimento pré-hospitalar, prevenção e combate a incêndios e salvamento aquático.

Polícia Civil

A Polícia Civil, por sua vez, estará presente com três postos de policiamento instalados na Conceição da Praia e no Bonfim, além de reforço no efetivo da 3ª Delegacia Territorial (Dendezeiros) e da Delegacia de Proteção ao Turista (Pelourinho), para garantir atendimento rápido. Completam o esquema de segurança da PC um carro presídio, disponível no trajeto da festa, e o Complexo Policial dos Barris, que irá custodiar quem for preso em flagrante.