Aproximadamente 2,2 mil policiais irão trabalhar na Lavagem do Bonfim, primeira grande festa popular do calendário baiano de 2014, na próxima quinta-feira (16). O policiamento, feito pela Polícia Militar, por meio de patrulhas, postos elevados de observação, barreiras de trânsito, viaturas, motocicletas, cavalos e helicóptero, começa às 6h da quinta-feira e só termina às 7h do dia seguinte.

O patrulhamento, que serve também como teste para o Carnaval de Salvador, será feito ao longo dos oito quilômetros do percurso (da Conceição da Praia ao Largo do Bonfim) e nos bairros adjacentes ao cortejo. Duas plataformas elevadas de observação (com câmeras) serão utilizadas e transmitirão, através da rede de fibra ótica, dados on line para o Centro Integrado de Comando e Controle, no Parque Tecnológico da Bahia, em Salvador.

Unidades especializadas

Reforçarão as abordagens nos principais corredores de tráfego de acesso ao trajeto do cortejo integrantes do Comando de Policiamento Especializado (CPE), do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, do Batalhão de Apoio Operacional e de companhias que fazem o policiamento da área (16ª CIPM), entre outras.

Participarão ainda equipes das unidades especializadas, a exemplo do Esquadrão de Polícia Montada, Esquadrão de Motociclistas Águia, Rondas Especiais (Rondesp) e Operações Gêmeos e Apolo. O Grupamento de Bombeiros também atuará com equipes preparadas para atuar em operações de busca e salvamento.

Polícia Civil

A Polícia Civil colocará investigadores infiltrados no desfile e estará presente nos três postos de policiamento – um na Conceição da Praia e os outros dois no Bonfim. A 3ª Delegacia Territorial (Dendezeiros) e a Delegacia de Proteção ao Turista (Pelourinho) terão reforço no efetivo para garantir atendimento rápido.

Completam o esquema de segurança da Polícia Civil um ‘carro presídio’, disponível no trajeto da festa, e o Complexo Policial dos Barris, onde ficará custodiado quem for preso em flagrante.