O Programa Mais Futuro, da Secretaria da Administração (Saeb) e Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), que oferece capacitação e experiência de primeiro emprego para jovens em situação de vulnerabilidade social, iniciou uma nova turma de aprendizes, por meio de convênio com a Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE) e o Instituto de Co-Responsabilidade para Educação e Saúde (Incores).

A aula inaugural foi realizada nesta quinta-feira (18), às 14h, no auditório da PGE, com a presença dos 40 jovens que vão participar da capacitação e desenvolver atividades de apoio administrativo na Procuradoria nos próximos dois anos. O procurador geral Rui Moraes Cruz enfatizou que a PGE foi um dos primeiros órgãos da administração estadual a participar da iniciativa, mantendo no seu quadro funcional jovens da primeira turma do programa.

A dinamicista Lúcia Teles realizou o acolhimento dos aprendizes e a coordenadora geral do Mais Futuro pelas Voluntárias Sociais, Rita Rios, ministrou a aula inaugural, relatando os aspectos dos programas desenvolvidos pela instituição.

Mercado de trabalho

Adriana Figueiras, 19 anos, disse que espera obter um bom aprendizado durante o programa e uma base do que é o mercado de trabalho. “É uma experiência que vai me auxiliar muito e a remuneração poderá viabilizar meu ingresso em uma faculdade”.

Para Taiane de Freitas, 19, participar do programa tem uma importância significativa, pois representa a oportunidade de obter uma experiência profissionalizante. “O Mais Futuro vai ajudar na minha inserção no mercado de trabalho”.

Contrato

Com duração de dois anos, o contrato de aprendizagem garante o salário de R$ 634,21, além de vale-transporte, auxílio-lanche e plano de saúde. Ao final do programa, os jovens são encaminhados para vagas de emprego por meio do cadastro no banco de dados do Sistema de Intermediação para o Trabalho (SineBahia).