Principal mercado emissor de estrangeiros para a Bahia, com um fluxo de 105 mil turistas por ano, o equivalente a quase 1/4 do total que visita o estado, a Argentina agora tem um voo direto para Salvador. O charter funcionará aos sábados e tem operação da Aerolineas Argentinas, companhia aérea portenha.

O primeiro voo, com quatro horas e meia, chegou a Salvador por volta de 0h05 de domingo (14), com 128 passageiros, sendo 121 argentinos, perfazendo 100% de ocupação. Os portenhos se dividirão em três destinos baianos, como a própria capital, além de Costa do Sauípe e Imbassaí, na Costa dos Coqueiros.

O secretário estadual do Turismo, Domingos Leonelli, disse que, embora o voo seja um charter, com previsão de operação até abril do próximo ano, representa um ganho importante para o setor no estado, “pois o fato de ser direto reduz o tempo de viagem pela metade, o que amplia o interesse dos argentinos no destino”.

Até o fim de semana, para vir à Bahia, os portenhos precisavam fazer conexões no Rio de Janeiro e em São Paulo, o que aumentava o tempo de deslocamento em pelo menos três horas. “Vamos tentar conseguir mais uma frequência para viabilizar ainda mais a operação. Além disso, vamos realizar ações com operadores e agentes de viagem na Argentina”.

As ações citadas por Leonelli são as caravanas do turismo promovidas pela Diretoria de Relações Internacionais da Bahiatursa.

“Serão duas caravanas: uma em Buenos Aires e outra em Córdoba. As caravanas são visitas de uma semana a agências de viagem e operadoras de turismo para divulgar a Bahia. Paralelamente, será feita uma campanha de marketing no mercado portenho, com o objetivo de fortalecer a presença da Bahia e incentivar o turista daquele país a visitar o nosso estado”, explicou o coordenador de mercado internacional da Bahiatursa, Mauro Figueiredo.

Em busca de cultura, história e lazer

Descansar, se divertir, conhecer as praias, os pontos turísticos, a história, a cultura e a culinária do estado. Com essa expectativa, 121 argentinos de várias partes do país chegaram a Salvador na madrugada de domingo.

Pela segunda vez no Brasil e a primeira vez na Bahia, o médico Alejandro Tobeal veio com a mulher e três filhos de Buenos Aires. Do aeroporto, eles seguiram para Imbassaí. “Estou com uma boa expectativa para esta semana. Queremos conhecer os pontos turísticos, o clima e aproveitar as praias”, informou Alejandro, enquanto o filho Lucas, pela primeira vez no estado, reforçava o desejo de conhecer as praias.

“Muitos amigos nos contaram da beleza da Bahia. Por isso, decidimos conhecer. Viemos fazer turismo e descansar. Sei que vou encontrar paisagens muitos belas”, ressaltou Veronica Gonzalez, que veio de Buenos Aires com o marido e a filha de seis anos. Pela primeira vez no estado, a família se dirigiu também para Imbassaí. “Tenho muita curiosidade ainda de conhecer o Pelourinho. Essa visita não pode faltar”.

“Conhecer a cultura, a história, a religiosidade, as paisagens, os pontos turísticos. Tudo”, afirmou a agrônoma Mabel Vasquez, que, vinda de La Plata, estava feliz por passar uma semana na capital baiana e poder aproveitar o que de melhor a cidade tem para oferecer ao turista.

Assim como o pequeno empresário Martim Pometti, morador de uma cidade a 80 quilômetros de Buenos Aires, que, acompanhado da mulher, a professora Roberta, ia se dividir entre a estada em Salvador e conhecer Morro de São Paulo. “Amigos nos falaram que é um lugar muito bonito e despertaram a nossa curiosidade”, declarou Roberta.

Do interior da Argentina, a fonoaudióloga Monica Siqal, pela primeira vez na Bahia, veio com o marido para ficar a semana em Salvador. Além de conhecer as praias e outros pontos turísticos, um em especial: “Queremos ver o Pelourinho, com suas histórias e cultura”.