A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia (Setre) abriu, nesta segunda-feira (8), os envelopes com as propostas do edital de Redes de Economia Solidária, no valor global de R$ 6 milhões. Foram apresentados 56 projetos, que passam, agora, por análise de documentação pela Comissão Técnica de Avaliação, composta por servidores da Setre.

O resultado das propostas aprovadas será públicado no próximo dia 26 deste mês, com data limite de 5 de agosto para aquelas que forem habilitadas apresentarem toda a documentação exigida para celebração do convênio com a Secretaria.

O Edital 001/2013 prevê a contratação de entidades jurídicas que organizem cadeias produtivas nos elos de consumo, comércio, produção e/ou serviço, e redes sociais formadas por atores da economia solidária. A validade dos projetos é de até 24 meses para execução do convênio.

Modalidades

Cada proposta apresentada deve corresponder a uma modalidade de serviço (A ou B). Na modalidade ‘A’ serão aplicados recursos da ordem de R$ 5,5 milhões nas redes de economia solidária e comércio justo e solidário.

O investimento é para apoiar a formação ou consolidação de redes de produção, comercialização, consumo solidário, comércio justo e/ou finanção solidária, na perspectiva de geração de renda. O valor de cada proposta não deve ultrapassar a R$ 500 mil.

Na modalidade ‘B’ serão aplicados recursos no valor de R$ 500 mil em redes sociais. O objetivo é apoiar o intercâmbio de experiências e a troca de saberes formativos das redes já existentes ou em formação, que reúnam empreendimentos de economia solidária e instituições de apoio e fomento. Neste caso, o valor de cada proposta não deve ultrapassar a R$ 100 mil.

Segundo Tatiana Reis, coordenadora de Formação e Divulgação da Superintendência de Economia Solidária da Setre, concorrem ao Edital instituições de diversos municípios baianos, sendo que Salvador foi o que mais apresentou projetos, com um total de 22.

Do interior do estado, ainda segundo as informações de Tatiana, há propostas de entidades dos municípios de Guanambi, Caldeirão Grande, Araci, Ituberá, Barra do Choça, Monte Santo, Caetité, Conceição do Coité, Uauá, Condeúba, Ichu e Itanhém.