Mais de 30 roubos na modalidade ‘saidinha bancária’, ocorridos em Salvador e região metropolitana, são atribuídos ao grupo de assaltantes apresentado à imprensa nesta sexta-feira (19), no auditório do edifício-sede da Polícia Civil, na Piedade. Uma equipe da 14ª Delegacia Territorial (DT/Barra) surpreendeu os criminosos na região de Porto Seco Pirajá, na quarta (17), quando iriam atacar uma nova vítima.
Geilson dos Santos Silva, 39 anos, Felipe Osório Mota, 22, Elielson Cabral Barbosa, 23, e Bruno Santos de Souza, 28, estavam nas imediações de uma instituição financeira, com um veículo Corsa Sedan, prata, e uma motocicleta XRE-300, vermelha, portando um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40, de uso restrito, municiados. Segundo o delegado João Cavadas, titular da DT/Barra, que conduziu a apresentação dos quatro assaltantes, eles atuavam principalmente em Salvador e nas cidades de Simões Filho e Lauro de Freitas.
Com prisão preventiva decretada pela Justiça, um quinto integrante do bando, identificado como Luís Carlos Pereira, 34, foi preso num trecho do bairro da Pituba, próximo ao Jardim dos Namorados, a bordo de um veículo Fiesta, prata. De acordo com o delegado, Luís Carlos seguiu em diligência com os policiais da 14ª DT, na manhã desta sexta, para indicar o esconderijo de armas da quadrilha.
“Olheiro do grupo, Luis Carlos teve a imagem captada por câmeras de segurança dentro de oito instituições financeiras onde houve registro de ‘saidinha bancária’ nas proximidades”, afirmou o titular da 14ª DT, acrescentando que os criminosos são oriundos do bairro de São Caetano.
Geilson, apontado como líder da quadrilha, e o comparsa Felipe saíram da cadeia há 20 dias, depois de serem presos também pela mesma prática de crime. Elielson e Bruno ainda não tinham passagem pela polícia. Os carros, a moto e as armas apreendidas seguiram para perícia. Os assaltantes foram autuados por formação de quadrilha e porte ilegal de arma de uso restrito. Também foram indiciados em inquérito policial pelos mesmos crimes e por roubo qualificado.

Reincidentes – No dia 11 de junho, Geilson e Felipe tinham sido presos em Porto Seco Pirajá, por uma equipe da 16ª DT/Pituba, em companhia do também assaltante Lician Teixeira da Silva. Eles foram flagrados com um revólver calibre 38, dentro de um veículo Polo, de cor prata.
Ainda em junho, a polícia prendeu outros três integrantes da mesma quadrilha nos bairros do Stiep e Pernambués, em Salvador. Raimundo Jackson Santos Silva – autor do assassinato do policial civil Marcus Vinícius da Rocha Souza, em novembro de 2010 -, Ícaro Andrade Lopes e Josemar dos Santos estavam com dois veículos, duas motocicletas, um revólver calibre 38, um coldre e munições.