Os moradores dos 27 municípios da Chapada Diamantina que ligarem para a Polícia Militar (190), Corpo de Bombeiros (193) e a Polícia Civil (197) serão atendidos por uma central especializada – o Centro Integrado de Comunicações (Cicom) de Itaberaba, município a 280 quilômetros de Salvador -, inaugurada nesta quarta-feira (31), em cerimônia com a presença do secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, representando o governador Jaques Wagner.

A unidade tem nove posições de atendimento para receber ligações de denúncias e coordenar as ações das forças de segurança e faz parte da estratégia do programa Pacto pela Vida voltada a agilizar o combate à criminalidade, utilizando um moderno sistema de comunicação.

"As viaturas num raio de 27 cidades vão poder falar entre si e com a central. Todas as ocorrências da Polícia Militar, Bombeiros e da Polícia Civil cairão aqui e logo todos ficarão sabendo. É um avanço que aumenta não só o controle do nosso efetivo e viaturas, como presta um trabalho de segurança com mais qualidade para a população", disse Barbosa.

O centro de Itaberaba é o sétimo a ser inaugurado na Bahia e, além do município, atenderá às cidades de Andaraí, Baixa Grande, Boa Vista do Tupim, Iaçu, Ibiquera, Ipirá, Iraquara, Itaeté, Lajedinho, Lençóis, Macajuba, Mairi, Marcionílio Souza, Milagres, Mucugê, Mundo Novo, Palmeiras, Nova Redenção, Pintadas, Piritiba, Ruy Barbosa, Souto Soares, Tapiramutá, Utinga, Várzea da Roça e Wagner.

O comandante-geral da PM, coronel Alfredo Braga de Castro, afirmou que a nova ferramenta vai ajudar a polícia da Chapada a dar uma resposta mais rápida às solicitações. “Se tivermos uma ocorrência em Ipirá, por exemplo, a chamada de emergência vem pra cá e daqui acionamos viaturas em toda a região, fechando um cerco aos criminosos”.

Redução da criminalidade

O Cicom dispõe de central de atendimento, 19 rádios fixos, 75 rádios para viatura, 30 rádios portáteis de mão e quatro estações repetidoras. Segundo o secretário Maurício Barbosa, nos municípios onde os centros foram instalados, houve aumento de produção policial e uma redução de criminalidade, tendo em vista um melhor deslocamento de policiais e uma melhor atuação das forças de segurança.

No primeiro semestre deste ano, o número de crimes violentos letais e intencionais caiu 10,8% no estado. Para o servidor público e morador de Itaberaba, Walter Nascimento, o Cicom ajudará a polícia a continuar reduzindo a violência no interior. “Como eles vão poder se falar melhor durante as perseguições, eu acho que fica mais fácil encontrar os bandidos. Isso só faz facilitar o trabalho da polícia e melhorar a segurança”.

Publicada às 11h55
Atualizada às 19h10