O consórcio internacional formado pelas empresas Enescil (Brasil), Cowi (Dinamarca) e Maia Melo (Brasil) foi o vencedor da concorrência para elaboração do projeto básico de engenharia para construção da ponte Salvador–Ilha de Itaparica, acessos aos sistemas viários e reconfiguração da rodovia BA-001 no trecho situado na ilha.

O resultado da licitação, que levou em conta as modalidades técnica e preço, foi publicado no Diário Oficial da Bahia desta terça-feira (30) e o prazo legal para recursos é de cinco dias úteis. O grupo obteve a primeira colocação com a nota 9,68 e preço final de R$ 22,5 milhões. O consórcio Ponte Baía de Todos-os-Santos ficou em segundo lugar com a nota 9,6 e preço final de R$ 26,5 milhões.

De acordo com o secretário do Planejamento do Estado e coordenador do projeto da ponte, José Sergio Gabrielli, após a habilitação, a expectativa é que a ordem de serviço seja autorizada nos próximos 30 dias. “O consórcio deverá apresentar estudos intermediários e finais em até oito meses”.

Desafios

Ainda segundo o secretário, diversos estudos serão necessários para a elaboração do projeto básico. “Destaco as análises de traçado e tráfego para o dimensionamento da ponte e rodovias do sistema viário, o estudo de impacto do aumento de tráfego em Salvador e na ilha, além da elaboração de estudos de navegação e orçamentos em versões sintéticas e detalhadas”.

O consórcio vencedor terá entre seus desafios os projetos da ponte móvel e vão central para permitir a passagem de plataformas e navios para portos e estaleiros. Precisará, ainda, integrando os estudos urbanísticos, projetar as soluções para minimizar o impacto no tráfego de Salvador e otimizar o fluxo de veículos na Ilha de Itaparica.

Desenvolvimento

O projeto do Governo da Bahia é um plano de desenvolvimento que se desdobra na construção de uma ponte, reconfiguração da BA-001 na Ilha de Itaparica e requalificação da Ponte do Funil, construção da ligação entre Santo Antônio de Jesus e Castro Alves, além da qualificação da infraestrutura viária regional, bem como intervenções relacionadas à infraestrutura urbana e social na ilha.

Com aproximadamente 12 quilômetros, a ponte Salvador-Ilha de Itaparica será a segunda maior da América Latina e ocupará a 23ª posição no ranking mundial de pontes sobre mar, rio e baía. Quanto às modificações na BA-001, o projeto básico englobará o estudo de traçado, topografia, geometria e pavimentação, tendo como foco otimizar o fluxo de veículos na ilha e minimizar os impactos urbanísticos.

O projeto de construção da ponte, duplicação das rodovias, desapropriações e investimentos em infraestrutura, que em 2010 demandaria um investimento estimado de R$ 7 bilhões, atualmente está sendo revisto. O lançamento do edital para construção e concessão da ponte, por sua vez, está previsto para o primeiro trimestre de 2014. A conclusão está estimada entre 48 e 60 meses. Mais informações podem ser obtidas no site – acesse aqui.