Em nota distribuída à imprensa, nesta quarta-feira (14), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) esclarece à população que, em relação ao surto de meningite meningocócica ocorrido, na semana passada, no Complexo Hoteleiro Costa do Sauípe, há 96 horas (quatro dias) não há registro de novos casos.

A Sesab informa ainda que as ações de bloqueio e controle da doença foram adotadas oportunamente, de acordo com os critérios técnicos e protocolos do Ministério da Saúde, o que favoreceu o resultado positivo. Além disso, o órgão ampliou o atendimento médico e tem mantido equipes monitorando a situação na região.

Segundo a nota, os casos ocorridos foram restritos a funcionários do complexo hoteleiro, não havendo registro da doença entre hóspedes e pessoas da comunidade. De acordo com o último boletim epidemiológico, a Bahia registra, este ano, uma redução de cerca de 30% no número de casos de meningite meningocócica do tipo C, em comparação ao ano anterior.

A equipe técnica da Vigilância Epidemiológica da Sesab destaca que não há indicação de vacinação prévia para visita, hospedagem ou trabalho na região do litoral norte, inclusive em Costa do Sauípe. O risco de ocorrência da doença na região e no estado da Bahia é semelhante a qualquer região do país.

A incidência de doença meningocócica (risco de adoecer por esta doença) na Bahia é inclusive menor do que em alguns outros estados como é o caso de São Paulo que, em 2010, apresentou 6,3 vezes mais casos, 4,9 vezes mais óbitos que na Bahia, com incidência 2,3 vezes maior.

A secretaria destaca também que a transmissão da meningite meningocócica só acontece de pessoa a pessoa, por contato próximo e prolongado, via gotículas ou secreções da nasofaringe, expelidas ao tossir e falar, ou por contato direto com essas secreções.

Em relação aos quatro pacientes de Sauípe, com meningite meningocócica, internados no Hospital Couto Maia, três estão bem e apenas um permanece na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Mas, de acordo com a diretoria do Couto Maia, já apresenta uma discreta melhora.