A contribuição de Luiz Inácio Lula da Silva ao estado e ao país foi destacada pelo governador Jaques Wagner, nesta terça-feira (20), durante a entrega do título de ‘Doutor Honoris Causa’ pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) ao ex-presidente. Estiveram presentes na solenidade, realizada no Salão Nobre da Reitoria, representantes do Poder Judiciário e de sindicatos, além de políticos, professores e alunos da universidade.

“Quero ressaltar a importância da trajetória de Lula, que, entre todas as qualidades que poderiam ser citadas, como o trabalho em prol da democracia e do povo brasileiro, além de ter colocado o país no lugar de destaque que ele merece, promoveu a valorização da mais nobre atividade humana, a política”, disse Wagner.

Para o ex-presidente, homenagens como estas são muito gratificantes. “É com uma honra imensa que recebo este título. Eu me considero um baiano e fico feliz de estar aqui hoje recebendo esta homenagem. Agradeço muito porque agora ficarei na companhia do compositor Gilberto Gil, Caetano Veloso, do arquiteto Oscar Niemayer, que também já foram homenageados desta forma”.

O governador, a primeira-dama Fátima Mendonça e o ex-presidente Lula chegaram juntos à reitoria para a solenidade, que foi aberta pela reitora Dora Leal Rosa. O título é conferido pela instituição a personalidades que tenham contribuído de forma relevante para o desenvolvimento da universidade ou atuado em prol das artes, das ciências, da filosofia, das letras ou do melhor entendimento entre os povos.

Cenário internacional

As lutas do ex-presidente pelas Diretas Já, pela democracia e justiça social também foram destacadas pelo governador. Ainda em seu discurso, ele citou a contribuição decisiva de Lula por ter inserido o Brasil no cenário internacional. “Sei o quanto de felicidade interior o senhor carrega depois de oito anos na Presidência, e sei também a felicidade que o senhor carrega por tudo que fez por nosso povo. Além de tudo isso, pela sua liderança inquestionável, Lula ajudou a eleger a primeira mulher presidente do Brasil, Dilma Rousseff”.

O Conselho Universitário da Ufba, atendendo à proposta da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, decidiu pela outorga do título em 30 de outubro de 2002, três dias após a conquista do primeiro mandado de Lula como presidente da República. “Imagino que todos que votaram em 2002 sabem que acertaram. Esta homenagem é mais que justa, mostra o compromisso dele com o povo e representa um saber não necessariamente acadêmico. Representa mais do que isso”, afirmou Wagner.

De acordo com a vice-diretora da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Ufba, Maria Victoria Gonzalez, as ações políticas do ex-presidente sempre estiveram calcadas no interesse comum. “Gostaria de frisar, com muita força, a simbologia maior cristalizada na figura de Lula, a figura de um político que partilha o conhecimento. Este é um reconhecimento por parte da comunidade acadêmica à atuação política de Lula”.

Homenagem na França

Na cerimônia, o ex-presidente mencionou a honraria que receberá também dos franceses. No dia 27 deste mês, será conferido a ele o título de ‘Doutor Honoris Causa’ da Sciences Po Paris (Instituto de Ciências Políticas de Paris). “Eu serei o primeiro latino-americano a receber esse título”. 

Publicada às 11h45
Atualizada às 17h10