Os portões da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), da cidade de Irecê, no norte da Chapada Diamantina, abrem nesta quinta-feira (25), a partir das 8h, para receber representantes do governo, trabalhadores e empregadores de 20 municípios, que vão debater e apresentar propostas de Emprego e Trabalho Decente da região, durante a terceira conferência regional sobre o tema.

A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre) convocou cinco conferências para este mês. As duas primeiras foram em Barreiras (16) e Alagoinhas (18). A próxima acontece nesta sexta-feira (26), partir das 8h, na Agência Municipal de Desenvolvimento do Trabalho e Renda, na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano. A última será na terça (30), na Uneb de Juazeiro.

Com as 72 conferências municipais convocadas pelas prefeituras e os conselhos municipais tripartites (governo, trabalhadores e empregadores), a Bahia chegará à 3ª Conferência Estadual do Emprego e Trabalho Decente com 77 audiências pública realizadas – um recorde em todo o país.

Em 2007 foi lançada a Agenda Bahia, com nove eixos prioritários e considerados estratégicos ao desenvolvimento do estado. "Nessas conferências municipais e regionais, a ideia é que cada município incorpore as suas demandas e peculiaridades do mundo do trabalho para subsidiar a III Conferência Estadual, prevista para os dias 22 e 23 de setembro, no Hotel Fiesta, em Salvador", explica a coordenadora estadual da Agenda Bahia, Patrícia Lima.

A expectativa do Governo do Estado é que o processo de mobilização contribua de forma singular para um avanço rumo a um padrão de desenvolvimento inclusivo e sustentável. Neste e nos outros encontros, os movimentos da sociedade civil organizada têm espaço para oferecer as devidas contribuições. Por isso, é que se espera a presença dos representantes dos 20 municípios do Território de Irecê.