Segurança e mais desenvolvimento econômico, com a recuperação do trecho de 32 quilômetros da BA-210, que liga o município à Barragem de Itaparica e dá acesso ao povoado de Quixaba, em Glória. São os benefícios da obra entregue, nesta sexta-feira (19), à população de Paulo Afonso, a 450 quilômetros de Salvador, pelo governador Jaques Wagner e o secretário de Infraestrutura, Otto Alencar.

O trecho foi restaurado e pavimentado com dupla camada de asfalto, num investimento de mais de R$ 14,6 milhões. Para a presidente da associação de moradores da zona rural, Quitéria Socorro Ferreira, 35 anos, a estrada melhorou muito o tráfego na região. Segundo ela, a recuperação beneficiou principalmente o escoamento da produção local. “Antes, era muito difícil trafegar com os buracos na região, e até assalto tinha. Agora, temos segurança, nossos carros não quebram mais e chegamos rápido ao nosso destino”.

A recuperação beneficia aproximadamente 195 mil pessoas dos municípios de Paulo Afonso, Jeremoabo, Glória, e todo o complexo da Barragem de Itaparica. Segundo Otto Alencar também será restaurada a rodovia BA-210, trecho Divisa BA/SE (Xingonzinho) – Entroncamento da BR-110, com 24 quilômetros de extensão. O investimento de mais de R$ 5,7 milhões favorecerá aproximadamente 180 mil moradores das cidades de Paulo Afonso, Jeremoabo, Glória e Santa Brígida.

“A recuperação da BA-210 é uma das prioridades desta região. Também estamos restaurando outras estradas, devolvendo aos baianos todo carinho que eles têm por nós”, afirmou o governador, que anunciou a regionalização do Serviço Móvel de Urgência Regional (Samu Regional), com sede em Paulo Afonso, para atender os municípios de Abaré, Chorrochó, Jeremoabo, Glória, Macururé, Pedro Alexandre, Rodelas e Santa Brígida, totalizando 238.664 habitantes. Todas as cidades contam com uma ambulância se suporte básico, sendo que Paulo Afonso e Chorrochó também têm uma unidade de suporte avançado.

Pacto pela Educação

 Ainda em Paulo Afonso, 25 municípios da região aderiram ao Pacto pela Educação. A cerimônia ocorreu no Centro Cultural Lindinalva Cabral. O programa tem como meta assegurar que todas as crianças de escolas públicas baianas sejam alfabetizadas até os 8 anos de idade.

De acordo com o secretário da Educação, Osvaldo Barreto, entre as atribuições do governo estadual estão a produção e distribuição dos livros e materiais pedagógicos para professores e estudantes da alfabetização de todas as escolas públicas, além da formação dos professores.

No total, 217 municípios já aderiram ao programa. Serão contempladas 7.244 escolas das redes municipais de ensino, com 10.651 professores alfabetizadores e 277 professores formadores, beneficiando 191.718 estudantes.

Publicada às 16h25
Atualizada às 20h15