Uma operação surpresa realizada pelo Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) nos postos de combustível da capital e interior do estado, no último fim de semana, reprovou 36 bombas de abastecimento, o equivalente a 10,9% do total de 331 bombas fiscalizadas.

“O objetivo da operação, realizada aos fins de semana, é coibir irregularidades, evitando que os consumidores sejam lesados”, afirmou o coordenador de fiscalização e verificação de instrumentos do Ibametro, Emanuel Portela.

Dessa forma, técnicos do instituto averiguaram se as bombas estão de acordo com as normas estabelecidas pelo Inmetro. Realizaram inspeções em itens como medidores, vazamento, bico de descarga, separador e eliminador de gases e violação de lacres.

Em Salvador foram fiscalizadas 197 bombas de combustível, reprovadas em 29 equipamentos, o que representa 14,72%. Também foram reprovadas bombas nas cidades de Itabuna (12), Juazeiro (12) e Vitória da Conquista (9). As verificações serão intensificadas em todo o estado até o fim do ano, principalmente nos sábados, domingos e feriados.