26/07/2019 - 17:15

Festival de gastronomia valoriza agricultura familiar do plantio ao consumo

A valorização do alimento produzido pela agricultura familiar foi o destaque na abertura da VI edição do festival gastronômico Sabores de Itacaré. O evento começou nesta quinta-feira (25) e segue até domingo (28), na orla do município de Itacaré, no Território de Identidade Litoral Sul, com o tema central 'Agricultura Familiar e Gastronomia de Raiz'.
 
Chef que abriu os trabalhos da Cozinha Show do festival, Ícaro Rosa convidou a plateia a refletir sobre opções e hábitos alimentares . "Ao optar por utilizar alimentos da agricultura familiar, a gente ajuda as famílias que trabalham e respeitam a terra, pois estamos vivendo um momento em que foi liberado muito veneno para o nosso prato. Precisamos entender e fomentar o trabalho das pessoas que cuidam do que vai para mesa da gente e que não colocam o lucro em primeiro plano”, afirmou.
 
Foto: SDR
(Foto: SDR)
 
O tema da aula pública do chef Ícaro foi 'Bahia viva! O passado e o futuro se encontram'. Ele apresentou a Salada de Palmito Pupunha com Aratu. Mais de 40 pessoas assistiram a aula. Entre elas, a professora Dayse de Carvalho, de Belo Horizonte, foi sorteada para provar o prato. “Eu achei um prato delicioso, muito saboroso. Gosta da ideia de ter chefs de cozinha valorizando os ingredientes da agricultura familiar”, disse Dayse.
 
A estimativa dos organizadores é que cerca de 20 mil pessoas prestigiem o festival, organizado pela prefeitura municipal de Itacaré, com o apoio do Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e da Secretaria do Turismo (Setur).
 
O secretário da Setur, Fausto Franco, prestigiou o evento e observou que a culinária é uma das parceiras inseparáveis do turismo, pois “a gente pode fazer cultura, lazer, esporte, entretenimento, arte, mas há também uma necessidade de comer. O festival mostra a valorização da matéria-prima local e em si isso é importante. A gastronomia é um desses pilares para fomentar a economia como um todo, gerando emprego e renda”.
 
Foto: SDR
(Foto: SDR)
 
Programação
 
As atividades começam sempre a partir das 9h com a feira da agricultura familiar, feirinha do artesanato e economia criativa. À noite, após as 18h, as barracas do Circuito Gastronômico, com feira gastronômica, armazém do chocolate e produtos regionais, cozinha show com chefs de cozinha convidados, começam a funcionar. O término do festival fica sempre por conta de apresentações culturais e shows musicais.
 
Foto: SDR
(Foto: SDR)
 
Espalhados pelo município, 42 estabelecimentos ofertam mais de 50 pratos, com opções que variam de R$ 7 a R$ 90. O elo entre todos os pratos inscritos no festival são os contidos ingredientes da agricultura familiar regional em sua concepção e execução. O resultado é servido nos restaurantes: Camarão Ouriçado, Acarajé Mississipi, Peixe Raízes e Filé Aldeia Especial. Os sabores das sobremesas devem surpreender: Brownie com Sorvete, Geleia de Cupuaçu, Cacau-Pimenta e Maracaxi Show.
 
Fonte: Ascom/SDR