Brasil Ride
Foto: Divulgação

A programação do Brasil Ride, prova de Mountain Bike por etapas, realizada em Porto Seguro desde o último domingo (7), prepara-se para receber, neste sábado (13), a sétima e última etapa da prova, denominada Maratona dos Descobrimentos.

Com largada prevista para as 9h30 de sábado (13), em Arraial D’Ajuda, a Maratona dos Descobrimentos tem a chancela da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e integra o Calendário da União de Ciclismo Internacional (UCI). Com a realização da Maratona dos Descobrimentos, encerra-se a programação da edição do Brasil Ride deste ano, reunindo mais de um mil atletas brasileiros e estrangeiros de diversas nacionalidades.

Com a retomada do calendário esportivo ante o recuo da pandemia e avanço da vacinação, provas de ciclismo vêm ocorrendo quase semanalmente na Bahia, com organização da Federação Baiana de Ciclismo e apoio do Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

Outras provas

No último fim de semana (6 e 7), foram realizadas, concomitantemente, três provas ciclísticas no estado, todas com apoio da autarquia estadual do esporte: Desafio dos Sertões, na região de Jacobina; Desafio dos Gerais, na região de Caetité; e Desafio Bahia de Ciclismo, que teve como percurso as principais avenidas de Salvador. Junto, as três competições reuniram um total de mais de 600 ciclistas.

“As provas estimulam a prática esportiva, geram trabalho e movimentam a economia local onde são realizadas. São aspectos que valorizamos e buscamos sempre promover com o apoio a eventos esportivos em diferentes modalidades e regiões. Sabemos o impacto negativo causado também na nossa economia com a pandemia que ainda estamos atravessando, mas, aos poucos, o calendário esportivo vem ganhando força e contribuído para melhorar o orçamento de muitas famílias”, observa o diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto.

O exemplo a que se refere o gestor público pode ser notado em Caetité, município da região sudoeste que sediou, nos dias 6 e 7 de novembro, a quarta edição do Desafio dos Gerais, que reuniu 400 atletas e dezenas de familiares. Além das 50 pessoas que trabalharam diretamente na prova, o comércio do entorno viu crescer o movimento e a rede hoteleira também foi beneficiada com a competição.

Dona de um restaurante, Orlandina Silva Santos vibrou com o aumento de 60% no movimento do estabelecimento. “Eventos como este são muito importantes para o esporte da região e também para o comércio. Para atender a demanda, precisei aumentar meu quadro de funcionários neste fim de semana e também adquiri maior volume de produtos do que o habitual”, comentou Orlandina.

Oportunidade

Outro que comemorou com o movimento foi Roberto Oliveira, que instalou seu ponto de caldo de cana e pastel no local de largada e chegada da prova. Foi a primeira vez dele vendendo no evento e já se programa para estar de volta, no ano que vem, diante do bom faturamento que teve no sábado e domingo.

“A venda superou nossa expectativa e foi muito bom ter optado por estar aqui trabalhando hoje, ao invés de estar nas trilhas, também disputando a prova, como na edição passada. Cheguei a me inscrever, mas, diante desta oportunidade, optei por ganhar um extra”, contou Roberto que, ao lado da esposa, filhos, sobrinhos e irmãos, mantém seu comércio regular na feira orgânica às quintas-feiras, em outro ponto da cidade.

Até São Pedro deu uma mãozinha para o sucesso da prova e das vendas. A chuva deu uma trégua e a procura por sorvete e outros gelados começou logo cedo no domingo. Odenice Alves, mais conhecida como Dene e uma das proprietárias da Sorveteria Tropical, viu o movimento aumentar em 20% neste dia.

“Normalmente, os domingos são bastante frequentados pelas famílias da cidade. Mas hoje recebemos muita gente de fora e já de manhã tinha cliente comprando sorvete, o que não é muito comum, já que o movimento sempre é maior à tarde. Foi muito bom para todos nós”, resume Dene.

Fonte: Ascom/Sudesb