Foto: Divulgação

Com o intuito de facilitar a dinâmica de conhecimento dos espaços dinamizadores geridos pela Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), foi lançada, na manhã desta sexta-feira (15), uma plataforma que irá integrar e acompanhar cada um deles. Os Espaços Dinamizadores são ambientes, implantados pela Secti, que concentram ações de inovação e empreendedorismo em toda a Bahia. O site espacodinamizador.secti.ba.gov.br servirá de apoio para gestores da pasta e dos espaços administrarem, de forma integrada, cada ação que acontece neles. O lançamento faz parte das ações preparadas para a 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorre durante o mês de outubro.

A secretária da Secti, Adélia Pinheiro, destaca que iniciativas de popularização da ciência ajudam a trazer a sociedade para mais perto das pesquisas científicas produzidas em todo o estado. “Todo mês de outubro ocorre a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Na impossibilidade de realizar eventos presenciais, preparamos várias entregas que mostram o compromisso do Governo do Estado com a área. O lançamento da plataforma é apenas uma dessas ações”, frisa. “Os espaços dinamizadores, por exemplo, fomentam a inovação por parte do nosso povo”, complementa.

O superintendente de Inovação da Secti, Agnaldo Freire, usa uma metáfora para explicar como surgiu a ideia de implantação da plataforma. “Imagine uma rede de franquias e que o franqueador precise saber o que acontece em cada uma de suas lojas espalhadas por todo o país. Vamos usar um sistema único que funcione como integração de todos os espaços da Bahia e que os gestores possam ter uma visão geral e também o que acontece em cada um deles, como quantidade de usuários, cursos ou eventos realizados, ações inovadoras e tudo mais que os espaços possam oferecer à sociedade baiana”, diz.

Os espaços dinamizadores são ambientes que servem como apoio ao desenvolvimento de ações promotoras da inovação e do empreendedorismo, nas suas mais diversas aplicações e de acordo com o grau de maturidade do ecossistema de inovação dos municípios onde estão localizados. Eles são o Espaço Pensar, que busca estimular a disseminação da cultura da inovação e do empreendedorismo, o Espaço Colaborar, que oferece um ambiente propício à colaboração e ao desenvolvimento de ideias inovadoras, o Espaço Fazer, onde é possível executar ideias e projetos, através do acesso a equipamentos como impressoras 3D, e o Espaço Inovar, que é um lugar de experimentação das soluções desenvolvidas, em um ambiente controlado. Além disso, existem também os Espaços Fortalecer, que são ambientes de incubação que abrigam startups e empresas inovadoras e, por fim, os Espaços Consolidar, que são os Parques Tecnológicos, que concentram todos os atores envolvidos no ecossistema de inovação.

A plataforma, elaborada graças a um convênio com a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), é composta por três módulos: o primeiro, o de gestão Secti, que permitirá que os gestores da secretaria possam acompanhar as ações realizadas nos espaços; o segundo, o de gestão local, onde os coordenadores e monitores dos espaços poderão cadastrar os ambientes para mostrar as ações programadas para as unidades, como cursos, palestras, dentre outros; e o módulo do usuário, que servirá para o cadastro de todos que venham a utilizar os espaços, como profissionais, estudantes, empreendedores ou startups.

Fonte: Ascom/Secti