Unidade de saúde de emergência em Pirajá

A Unidade de Emergência de Pirajá terá atendimento restrito a partir da meia noite desta sexta-feira (8), a fim de intensificar o andamento das obras de ampliação que vão dobrar a capacidade de atendimento dos casos de alta e média complexidade médica. Serão atendidos apenas os casos com classificação de risco vermelha e amarela (graves e muito graves).

Já no período de 25 de outubro a 2 de novembro, os atendimentos serão completamente suspensos para a finalização das obras que fará com que a emergência adulta passe dos atuais 9 para 18 leitos. A emergência pediátrica contará com 5 leitos.

As obras foram necessárias em função da mudança de perfil e do aumento do fluxo que passou, em 3 anos, de uma média de 15 para 100 internamentos mensais a pacientes graves, como cardiopatas e com AVC. Já o número de atendimentos de casos amarelos, com resolução no mesmo dia, giram em torno dos 400 mensais.

“A unidade que antes funcionava com atendimento ambulatorial e de emergência pediátrica ficou pequena. A readequação era necessária para melhorar a oferta e a acessibilidade da emergência adulta”, explica Erenilton Café, diretor da UE.

As obras foram iniciadas em março desse ano e devem ser totalmente finalizadas ainda em novembro. Os moradores da região que precisarem de atendimento poderão se dirigir para outras unidades, a exemplo da UPA Santo Inácio/Pirajá.

Fonte: Ascom/ Sesab