Colheita de laranja - Rio Real
Foto: Divulgação

A maior parte dos postos de trabalho no município de Rio Real é gerada pelo sistema produtivo da citricultura, principal item da economia local. Por lá, a comunidade de Monte Alegre comemora a colheita da laranja, que este ano já foi 70% maior que a dos anteriores, e chegou a mil toneladas.

A colheita promissora é resultado dos investimentos do Governo do Estado, por meio do projeto Bahia Produtiva, que destinou recursos de R$ 853,4 mil para a Associação dos Agricultores do Povoado de Monte Alegre, beneficiando diretamente 44 famílias.

Foram entregues máquinas e equipamentos, como grade laranjeira hidráulica, patrulha mecanizada, trator, pulverizador atomizador e equipamentos de proteção individual. Além disso, os agricultores são atendidos com serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e acompanhados por um Assistente Comunitário Rural (ACR).

Para a agricultora Silvani Santos, o Bahia Produtiva é motivo de alegria na comunidade. “Éramos uma comunidade apagada, não produzíamos quase nada, nossos pomares estavam destruídos, a mosca negra alastrava por toda a parte e, hoje, temos outra realidade. Nossa produção aumentou consideravelmente. Eu tinha uma área que tirava de oito a nove toneladas. Hoje, estou tirando mais de 20 toneladas. Esse crescimento foi não apenas na minha área, mas também dos outros produtores. Nossa associação também cresceu muito depois desses investimentos. Somos exemplo para outras comunidades e o número de associados vem crescendo cada vez mais”, afirma.

A agricultora Ivonete Maria de Matos também comemora os investimentos. “Antes do projeto, nosso cítrus era triste de se ver. A gente trabalhava em vão porque não produzia, não tinha hábito de fazer análise de solo, de pulverizar, não tinha técnico para nos orientar. Com o investimento do Governo do Estado, tivemos capacitação, orientação, as máquinas e implementos ajudaram no nosso cultivo, hoje temos prazer em trabalhar, e eu que já estava pensando em desistir!”.

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial, e já investiu R$ 7,6 milhões na citricultura do município de Rio Real, desde a produção até a comercialização.

Fonte: Ascom/SDR/CAR