Oficina da SPM - CCR Metrô
Foto: SPM

A Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado (SPM-BA) iniciou, nesta segunda-feira (18), a Oficina de Capacitação em Gênero de colaboradores (as) da CCR Metrô Bahia, com o objetivo de contribuir para um atendimento ainda mais qualificado às mulheres que utilizam o Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas.

A primeira turma é formada por 38 novos agentes de atendimento e segurança – AASs, formada por 30 mulheres e oito homens. A meta é capacitar todos os 639 colaboradores que atuam no atendimento direto ao público, incluindo os agentes de atendimento de estação, supervisores e operadores de trem. Até 13 de dezembro serão quase 100 colaboradores capacitados.

A secretária estadual de Políticas paras Mulheres, Julieta Palmeira, destacou que a intensificação da parceria com a CCR Metrô Bahia tem o objetivo de qualificar em gênero toda a equipe de atendimento da empresa, “com foco no acolhimento de mulheres em situação de violência”.

A titular da SPM ressaltou ainda importância da iniciativa da CCR Metrô e da colaboração dos participantes da oficina. “A gente espera contar com vocês que lidam com público. É importante que saibam como acolher uma mulher em situação de violência, saibam o que fazer. Estamos todos juntos e juntas no respeito as mina”, disse Julieta Palmeira em alusão à Campanha Respeita as Mina de enfrentamento à violência contra as mulheres, lançada pelo Governo da Bahia em 2017.

Para o diretor-presidente da CCR Metrô, Andre Costa, “essa parceria e programa com a SPM é fundamental para o combate ao assédio e violência contra a mulher, totalmente alinhada com a nossa política de diversidade e valores da CCR Metrô Bahia e Grupo CCR. Esperamos com essas ações de educação, capacitação e comunicação reforçar ainda mais a importância de programas como esse”.

Mais mulheres

A capacitação é direcionada à 15º turma de AAS, formada pela primeira vez com quase 80% de mulheres. A proposta de trazer mais mulheres ao cargo de AAS é intencional, um caminho buscado pela companhia para incorporar o público feminino nesta função e no número de colaboradoras na empresa.

“A CCR Metrô Bahia acredita que ter mulheres em seu quadro é muito importante. Por isso, vem trabalhando para que as oportunidades sejam cada vez mais democráticas e inclusivas, um compromisso com a diversidade e igualdade de gênero. Dessa forma também trabalhamos para quebrar paradigmas de que o mundo metroferroviário é predominantemente masculino”, acrescenta Andre Costa.

Fonte: Ascom/SPM