O ENDIVIDAMENTO DO GOVERNO BAIANO SEGUE EM TRAJETÓRIA DE QUEDA/ E ACABA DE CHEGAR AO NÍVEL MAIS BAIXO NAS DUAS ÚLTIMAS DÉCADAS// ENQUANTO ISSO/ OS INVESTIMENTOS REALIZADOS PELA ADMINISTRAÇÃO DIRETA TIVERAM AMPLIAÇÃO DE CINQUENTA E OITO VÍRGULA TRÊS POR CENTO EM 2021/ DE ACORDO COM O BALANÇO DAS CONTAS ESTADUAIS/ APRESENTADO NA ÚLTIMA TERÇA-FEIRA/ NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA/ PELO SECRETÁRIO DA FAZENDA DO ESTADO/ MANOEL VITÓRIO// PORÉM/ NA OCASIÃO/ O SECRETÁRIO LEMBROU QUE O PAÍS PASSA POR UM MOMENTO DE GRANDE INSTABILIDADE/ COM RISCOS DE PIORA NA ARRECADAÇÃO DE TRIBUTOS E NAS DEMAIS RECEITAS PÚBLICAS EM 2022/ O QUE EXIGE CAUTELA DO GOVERNO NO QUE DIZ RESPEITO À GESTÃO FISCAL// COM ESSA DIMINUIÇÃO DAS DÍVIDAS ESTADUAIS/ O PROPÓSITO É IMPULSIONAR AINDA MAIS OS INVESTIMENTOS NESTE FINAL DE ANO E AO LONGO DO ANO QUE VEM/ PARA SUPRIR AS DIFICULDADES ENFRENTADAS PELA ECONOMIA BRASILEIRA NO PÓS-PANDEMIA///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ANTÔNIO ANSELMO///