Desafio Mucugê de Mountain Bike
Foto: Tatiana Azeviche/Setur

A zona turística Chapada Diamantina, um dos destinos mais procurados do país, recebeu no último fim de semana o primeiro evento nacional, na retomada do turismo esportivo. O 8° Desafio Mucugê de Mountain Bike reuniu no município cerca de 500 ciclistas de diversos estados, seguindo protocolos de segurança sanitária.

A principal exigência foi que os competidores estivessem vacinados contra a Covid-19 ou apresentassem o teste negativo da doença. Outra medida foi a divisão da prova, que teve baterias no sábado (4) e no domingo (5). A largada e a chegada, que antes eram no centro de Mucugê, ocorreram na fazenda Sol do Paraguaçu.

Os ciclistas percorreram circuitos de 50 e 140 quilômetros, o maior dividido em duas etapas. “As trilhas construídas ao longo dos anos colocaram a Chapada em destaque nacional para o mountain bike, pois é uma região que reúne os tipos de terrenos adequados, como a caatinga, o rock garden e seus obstáculos e a singletrack, que é a pista estreita com espaço para um ciclista por vez”, explicou o organizador da prova, Welliton Camandaroba.

O evento teve o apoio das secretarias estaduais de Turismo (Setur-BA) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). “Começamos bem, com essa prova de ciclismo importante, em que os protocolos de biossegurança foram respeitados. O reaquecimento das atividades esportivas e turísticas era muito esperado na região”, ressaltou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar, durante visita ao município.

Segundo a prefeitura, a cidade registrou ocupação máxima na rede hoteleira, no período da competição. Quando não estavam pedalando, os ciclistas aproveitavam para conhecer algumas das atrações de Mucugê, como o Cemitério Bizantino, o Museu Vivo do Garimpo e o projeto botânico Sempre Viva.

Fonte: Ascom/Setur