Aniversário - Osba
Foto: Gabrielle Guido/Osba

No dia 30 setembro, a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) completa mais um ano de existência enquanto corpo artístico. Celebrar mais um aniversário, em meio à pandemia, significa para a Osba seguir se reinventando e levando música para o maior número de pessoas possível, ainda que no ambiente digital.

No dia em que completa 39 anos, a Osba realiza a Live Concerto de Aniversário, às 20h, com transmissão ao vivo diretamente do palco do Teatro Castro Alves (TCA) para o canal da Osba no YouTube. No programa, duas obras russas , “Uma noite no Monte Calvo”, de Mussorgsky ( 1839-1881), e “Concerto para violino em Ré maior, Op. 35”, de Tchaikovsky ( 1840-1893), sob regência de Carlos Prazeres e solos de violino de Priscila Rato, spalla da Osba.

Para além do aniversário de 39 anos, o ano de 2021 tem sido de fundamental importância para a orquestra, já que, ao fim desta temporada, em março de 2022, se completam cinco anos que a Osba é gerida pela Associação Amigos do Teatro Castro Alves (ATCA). Em abril de 2017, a Sinfônica da Bahia passou por processo de publicização.

Com gestão da ATCA, uma organização social sem fins lucrativos, e mantida com recursos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult), os últimos cinco anos representam um período de avanço para a orquestra, que registrou um aumento de público em mais de 200%.

Aniversário - Osba
Foto: Gabrielle Guido/Osba

Mesmo com todos os desafios enfrentados por conta da pandemia em 2020 e em 2021, a Osba conseguiu expandir o público no interior da Bahia e em diversas cidades do Brasil, conquistando novos espaços e aumentando a presença no ambiente digital. Como uma memória deste período de experimentações e inovações em seu modo de fazer música, a Osba lança um documento com relato das ações em 2020 e início de 2021, “Música de Concerto em Tempos de Pandemia”, que pode ser acessado neste link.

Para Carlos Prazeres, regente titular e diretor artístico da Osba, a Live Especial de Aniversário, será uma forma de destacar a orquestra e sua capacidade interpretativa, posto que se tratam de obras que exigem bastante energia dos intérpretes. Além de resgatar o ânimo e a conexão com o público, depois de um longo período sem encontros presenciais entre os próprios integrantes da orquestra, que tem tocado sem plateia desde janeiro de 2020.

“As duas obras que escolhemos são muito energéticas. Então, esperamos que elas mexam com a energia do nosso público, com a empolgação de todo mundo, como um prenúncio de que finalmente voltaremos para a nossa fase presencial, de reencontro com eles”, afirma Prazeres, se referindo ao fato de que tanto a Osba quanto o TCA planejam realizar os primeiros eventos presenciais a partir do mês de outubro.

Osba
Foto: Aline Valadares/Osba

Para além da escolha de um programa que destacasse a performance orquestral da Osba, Prazeres complementa a escolha da spalla Priscila Rato enquanto solista. “Priscila é a líder da orquestra. Esta escolha se dá por conta da orquestra ser a grande homenageada da noite, em seu aniversário, e como uma forma de destacar a capacidade solista dos grandes músicos que temos”, completa o maestro.

Campanha de aniversário

Durante a semana que antecede a Live Concerto de Aniversário, as redes sociais da Osba apresentam conteúdos especiais que celebram os 39 anos da orquestra. Haverá um vídeo em que o maestro Carlos Prazeres responde perguntas do público, vídeo de fatos e curiosidades sobre a Osba e algumas memórias divertidas compartilhadas pelos músicos e pelo corpo administrativo da Sinfônica da Bahia. Todos esses conteúdos serão compartilhados no Instagram (instagram.com/orquestrasinfonicadabahia) e no Facebook (facebook.com/OSBA.TCA).

Criada em 30 de setembro de 1982, a Osba é um corpo artístico do TCA e que teve o processo de publicização consolidado em abril de 2017. Desde então, a ATCA – entidade sem fins lucrativos qualificada como organização social (OS) – realiza a gestão da Osba, que permanece como corpo artístico público, sendo mantida com recursos diretos do Governo do Estado.

Fonte: Ascom/Osba