Ronda Maria da Penha de Jequié
Foto: Divulgação/SSP

A Operação Ronda Maria da Penha (OPRMP), o 19° Batalhão de Polícia Militar (Jequié) e organizações não governamentais parceiras iniciam, na próxima sexta-feira (1º), a campanha ‘Juntos Somos Mais Fortes’ com o lançamento da I Feira Multidisciplinar de Saúde, com foco no exame clínico das mamas, no município de Jequié. A iniciativa, voltada à prevenção ao câncer de mama, faz alusão ao Outubro Rosa.

A campanha vai atender mulheres em situação de vulnerabilidade social no município, na sede da ORPM, na avenida Octávio Mangabeira, no KM 3. As Associações Acolher e Tranformar Amor Essencial (AATAE) e de Donas de Casa da Bahia se uniram à unidade especializada para conscientizar o público assistido pela ORMP e mulheres vulneráveis em geral.

Serão oferecidos atendimentos com profissionais especializados voluntários nas áreas de clínica geral, pediatria, odontologia, fisioterapia, psicologia, enfermagem, nutrição, neuropsicopedagogia, naturopatia, terapia holística, massoterapia, podologia e educação física. Estarão disponíveis ainda serviços nas áreas de advocacia, assistência social e cuidados pessoais como manicure, cabelo e sobrancelha.

Policiais da unidade também vão prestar orientações sobre o atendimento às mulheres vítimas de violência, prevenção e combate ao machismo e rede de apoio disponível no município.

A comandante da OPRMP/Jequié, tenente Patrícia de Oliveira Batista, explica que a unidade irá desenvolver várias ações voltadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. “Além missão de fiscalizar medidas protetivas de urgência e efetuar a prisão de agressores, a Ronda busca se engajar em ações que garantem o direito para as mulheres, entre eles o direito à saúde. Cerca de 80% do nosso público é formado por mulheres que estão em situação vulnerabilidade social, e a gente busca disponibilizar todo o tipo de serviço que elas não têm tanto acesso”, afirma.

Além das mulheres, os serviços serão disponibilizados para familiares. “Poderão ter acesso mulheres, homens e crianças”, finaliza a oficial.

Fonte: Ascom/SSP