Bahia Estado Voluntário
Foto: Danilo Magalhães

O Bahia Estado Voluntário, programa de fomento ao voluntariado no estado, completa nesta sexta-feira (24) dois anos de lançamento com um balanço positivo das ações. O principal feito do programa foi ajudar a difundir e sedimentar a cultura do trabalho voluntário no estado. Por meio do Portal do Voluntariado, plataforma que possibilita a intermediação entre voluntários e entidades, o programa alcançou a marca de 4,5 mil cadastrados e possui 139 projetos inscritos, além de ter participado de 71 campanhas e doações.

A gestora do Bahia Estado Voluntário, Kátia Camillo, está satisfeita com o desempenho do programa, mas acredita que ainda existe muita margem para crescimento do voluntariado no estado. “Nós alcançamos resultados muito positivos nesse biênio, cumprindo nossos cinco principais objetivos. Entretanto, acredito que ainda existe espaço para expansão do voluntariado na Bahia”, explicou.

Um dos objetivos iniciais do programa foi a implementação do Portal do Voluntariado, que faz a intermediação entre aqueles que têm vontade de fazer trabalho voluntário e instituições que absorvem essa mão de obra voluntária.

Os candidatos que pretendem atuar em um trabalho voluntário devem fazer o cadastro na plataforma, informando as áreas de interesse e os horários disponíveis. Já as entidades públicas ou privadas cadastram os projetos e informam quais são as necessidades de mão de obra. Quando os dois lados coincidem, a plataforma faz a intermediação. O voluntário recebe o convite do portal de acordo com perfil que indicou no cadastro, mas a opção de aceitar é facultativa.

O portal alcançou a marca de 4.522 voluntários inscritos, além de 139 projetos de instituições, públicas e privadas, que disponibilizam oportunidades para voluntários, nas mais diversas áreas, como meio ambiente, direitos humanos, proteção animal, dentre outros. Os interessados também podem navegar na plataforma e escolher um dos projetos com oportunidades disponíveis.

O Portal do Voluntariado é uma ferramenta relevante para o desenvolvimento do programa, mas outras diretrizes do Bahia Estado Voluntário também foram determinantes para alcançar os objetivos. O Bahia Estado Voluntário alcançou os principais objetivos no biênio de lançamento: disseminar e fomentar a prática do trabalho voluntário na Bahia; contribuir para aumentar a participação do cidadão em projetos sociais de voluntariado (setor privado e na Administração Pública); e manter a sistemática que permita a intermediação de voluntários.

A gestora do programa tem interação constante com 500 instituições sem fins lucrativos como asilos, creches, ONGs de meio ambiente, direitos humanos. Outro ponto importante são as ações para fomentar a cultura do voluntariado na Bahia. Além da comunicação institucional, como releases, postagens e divulgações, a gestão do Bahia Estado Voluntário realiza reuniões, encontros e palestras com entidades governamentais, da iniciativa privada e também do terceiro setor. A ideia é incentivar, estimular e motivar o voluntariado, criando uma cultura do trabalho voluntário no estado.

Experiências

A engenheira de produção Penélope Brito, que já atua há muitos anos como voluntária, disse que aumentou o interesse por projetos de voluntariado quando conheceu o Portal Bahia Estado Voluntário. Ela fez o cadastrou na plataforma e optou por ser voluntária no projeto Laços Ambientais, da Superintendência de Patrimônio do Estado (Supat).

Penélope trabalha no horto da Supat, ajudando no cultivo de mudas, no cuidado com as plantas que são usadas nos canteiros do Centro Administrativo da Bahia (CAB). “Atuar como voluntária é relevante. A gente tem a possibilidade de contribuir para a transformação social e para o bem estar do próximo, além de somar novas capacidades que fazem a diferença na nossa vida profissional”, destacou a engenheira.

A servidora pública Eliete de Jesus Oliveira já atuava como voluntária em trabalhos sociais da igreja que frequenta, quando conheceu o Portal do Voluntariado. “Foi prazeroso me inscrever e fazer parte do Bahia Estado Voluntário. O interessante é que qualquer pessoa pode se voluntariar, a plataforma tem muitos projetos legais e diversas entidades. Eu participei de uma ação de preservação do meio ambiente no dia do meio ambiente e foi muito gratificante”, relatou.

Fonte: Ascom/Saeb