Centro Histórico

O programa de manutenção preventiva realizado pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) no Centro Histórico de Salvador (CHS) é pontual e constante nas ruas do território tombado. São ações que envolvem limpeza e pintura da área externa dos antigos casarões, reparo em telhados, recuperação do pavimento e troca de lâmpadas dos candeeiros.   

A ação integra a política do Governo do Estado de valorizar e preservar a região, importante ponto cultural, histórico e turístico da capital baiana. Nas ruas das Laranjeiras, Inácio Aciole, Frei Vicente, assim como no Terreiro de Jesus, Praça da Sé e Largo do Pelourinho, dezenas de imóveis tiveram suas fachadas completamente restauradas pela Conder no primeiro semestre deste ano.    

“A umidade e exposição a chuva e ao sol causam danos à pintura e podem afetar também a estrutura dos casarões históricos. Por isso, é importante esse trabalho de manutenção, sem falar que o colorido imprime um novo visual, valorizando ainda mais os imóveis”, esclarece Maurício Mathias, diretor de Habitação e Urbanização Integrada da Conder. Ao todo, em 2021, já foram realizados serviços de limpeza e pintura em mais de oito mil metros quadrados de área de casarões e prédios históricos da região.   

Para reduzir a poluição visual e dar mais celeridade ao trabalho de limpeza e pintura dos casarões, os andaimes foram substituídos por plataformas hidráulicas, que funcionam como guindaste, levando o operário até o ponto da intervenção.   

Cartão postal   

O azul da fachada de um dos mais importantes cartões postais do Centro Histórico de Salvador, a Fundação Casa de Jorge Amado, recuperou recentemente seu tom vibrante, graças à Conder. Localizado no Largo do Pelourinho, o prédio da instituição que já se tornou ponto de referência para turistas e baianos, teve a sua área externa recuperada com limpeza e nova pintura.    

Para a diretora da instituição, Ângela Fraga, a iniciativa é fundamental e demonstra o cuidado com a preservação do patrimônio. “Estamos nos preparando para reabrir o espaço e essa parceria com a Conder é importante porque denota que, mesmo no período da pandemia, há o cuidado com a preservação da história e a cultura deste território”, afirma.    

O mesmo trabalho foi realizado no Museu da Cidade, também no Largo do Pelourinho; no prédio do Cine Excelsior, localizado na Praça da Sé; no Museu Tempostal, na Rua Gregório de Matos; e no Theatro XVIII, na Rua Frei Vicente, onde a Conder realizou ainda serviços de recuperação das instalações elétricas e hidro-sanitárias, além do restauro das esquadrias e pintura interna do imóvel.   

Axé   

Na sede do Projeto Axé é desenvolvido um trabalho na área de educação voltado para crianças e adolescentes em situação de rua. A instituição recebeu também a atenção da Conder. No imóvel, localizado na Rua das Laranjeiras, foi realizada a pintura externa, a recuperação do telhado, bem como o reparo de diversas esquadrias, que estavam danificadas pelo uso ao longo do tempo.   

“Aqui é uma unidade de acolhimento. Estamos mantendo as atividades com número reduzido de alunos por causa da pandemia. E mesmo assim, sem o apoio da Conder, não seria possível dar andamento ao projeto devido aos estragos na estrutura do imóvel, com riscos de acidentes”, explica Helmut Schned, coordenador da instituição.   

Em 30 anos de atividade, a organização não governamental já acolheu cerca de 30 mil jovens, sendo que desse total, 80% não retornaram a vida na rua. Helmut Schned aponta a parceria com a Conder como imprescindível para a continuidade do projeto. O telhado do estúdio de música, que funciona na Rua Saldanha da Gama, também está sendo reformado.   

A Rua das Laranjeiras é uma importante via de acesso ao Centro Histórico de Salvador. Por lá circulam baianos e turistas que chegam pela Baixa do Sapateiros. A vendedora Maria Luísa Souza presenciou os serviços que foram executados pela CONDER. “Acompanhei o trabalho realizado aqui e fiquei impressionada com o cuidado e atenção: eles se preocupam com cada detalhe e deixam a cor perfeita. Quem chega, logo se encanta com o colorido do Pelourinho.”, afirma.   

Pavimentação   

As intervenções realizadas pela Conder em todo o Centro Histórico de Salvador também incluem obra de infraestrutura pra a melhoria da acessibilidade e mobilidade. São diversos serviços que estão em andamento para a recuperação do pavimento em várias ruas da região, bem como a ampliação das calçadas em trechos onde a largura permite.    

Os exemplos mais recentes são as obras realizadas nas ladeiras do Carmo e do Passo, onde foram totalmente restaurados mais de mil metros quadrados do pavimento existente, assim como foi recuperada toda a calçada em ambos os lados das vias. Atualmente, os serviços se concentram no restauro de todo o pavimento da Rua do Carmo, cujas calçadas adjacentes já foram recuperadas e ampliadas pela Conder também no primeiro semestre deste ano.   

Fonte: Ascom/ Conder