Foto: Ascom/Educação

Na tarde desta quarta-feira (18), no canal do Instituto Anísio Teixeira (IAT) no Youtube, foi realizada a segunda live formativa do Bolsa Presença, que integra uma série de atividades do Programa. A ação é uma iniciativa da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio do IAT e da Coordenação Executiva de Programas e Projetos Estratégicos da Educação (CEPEE). Com o tema “Conto com a família para atingir meu projeto de vida”, a transmissão contou com a participação da diretora Luciana Lima, do Colégio Estadual João Queiroz, em Tapiramutá; da estudante Andrea Santos e sua mãe Maria Lucia Santos; da secretária municipal de Educação de Novo Horizonte, Idenilde Oliveira; do diretor de Inovação e Tecnologia do IAT, Iuri Rubim; e do superintendente da CEPEE, Marcius Gomes.

Durante a atividade, que foi permeada pelos relatos da diretora, da estudante e da mãe, o superintende da CEPEE, Marcius Gomes, salientou a importância da participação da escola e da família no momento de construção do projeto de vida dos estudantes. “Precisamos ouví-los e valorizar esta relação de família e comunidade, que fazem com que o ambiente seja mais rico de oportunidades para nossos estudantes”

O diretor de Inovação e Tecnologia do IAT, Iuri Rubim, explicou que, diferente da primeira live formativa, que abordou mais sobre o Programa, nesta o objetivo foi de tematizar a relação direta da escola, estudante e família. “Este é nosso desafio: trouxemos as pessoas que vivem isso no dia a dia para compartilhar para que mais estudantes tenham o projeto de vida realizado”. O diretor lembrou também que já existem quatro episódios do podcast Meu Projeto de Vida disponíveis na Plataforma Anísio Teixeira.

“Trabalhar estes laços familiares é um processo lento, mas com auxílio dos próprios estudantes, isto tem se efetivando no nosso município”, contou a secretária municipal de Educação do município de Novo Horizonte, Idenilde Oliveira. A diretora mencionou que para isso tem realizado ações de acolhimento, reuniões periódicas oferecendo orientações aos pais e ouvindo sugestões das famílias.

Trazendo o relato de experiencia do relacionamento de escola e a família, a diretora do Colégio Estadual João Queiroz de Tapiramutá, Luciana Lima mencionou que neste momento pandêmico, se tornou ainda mais evidente que a escola desvia o jovem da vulnerabilidade social. “Eu entendo que a escola é vida para os estudantes, é o alicerce, modificadora de vidas, acolhe e é determinante no projeto de vida”, destacou.

“Eles (a escola) acreditam em mim, no meu projeto de vida, estão sempre comigo. A escola trabalha com a família de todas as formas possíveis, nos projetos motivadores, como o mais estudo, no Bolsa presença também que está sendo muito importante nesta pandemia”, relatou a estudante do 3º ano do Ensino Médio no Colégio Estadual João Queiroz deTapiramutá, Andréa Santana Ramos Santos. Neste sentido, a mãe da estudante, Maria Lucia Santana Ramos Santos, completa: “Os professores e a direção, nos ajudam muito, sempre nos incentivaram. Me sinto muito acolhida. Transforma a nossa vida e de outros também!

O projeto de vida é um desdobramento do Programa Bolsa Presença, sendo componente curricular de algumas escolas e nas demais desenvolvidos com orientação do professor da disciplina a qual está relacionado. A próxima atividade formativa do Programa está prevista para setembro.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação