Está aberto o prazo de inscrições de projetos no Edital da Década Afrodescendente, lançado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), em sintonia com as estratégias estabelecidas para o enfrentamento da pandemia de Covid-19. A chamada pública conta com investimento total de R$ 3 milhões e pode ser acessada no site da Sepromi.     

Os recursos financeiros são apontados pelo Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa, com previsão de contemplar até 60 projetos com valor máximo de R$ 50 mil. O edital visa selecionar  propostas  voltadas à prevenção  e  enfrentamento  aos  efeitos  do  coronavírus e que  promovam sustentabilidade e geração de renda para a população negra e segmentos dos povos e comunidades tradicionais. 

Serão selecionados projetos nas seguintes modalidades: Práticas Empreendedoras Solidárias, visando apoiar segmentos como baianas de acarajé, cadeias produtivas de licores, derivados da mandioca, dentre outras dos segmentos tradicionais; Tecnologias de Venda e Escoamento, com o objetivo de estimular a produção de tecnologias convencionais e sociais, criando redes de comercialização no contexto de isolamento social; além de Assessoria Técnica e Distribuição de Insumos, com apoio às práticas de produção de alimentos para subsistência dos segmentos tradicionais, através do estimulo ao plantio, aquisição e distribuição de insumos. 

As propostas precisam ser formalizadas até o dia 12 de setembro, apresentadas exclusivamente por organizações da sociedade civil, através do e-mail: proposta.edital2021@sepromi.ba.gov.br. 

Fonte: Ascom/ Sepromi