Hemóvel
Foto: Hemoba

A unidade móvel de coleta (Hemóvel) da Fundação Hemoba estaciona na Faculdade Bahiana de Medicina e Saúde Pública nesta semana. Os atendimentos aos voluntários à doação de sangue e cadastro de medula óssea ocorrem de terça (24) a sexta-feira (27), no Campus de Brotas, na Av. Dom João VI, 275, sempre das 8h às 17h.

Em Salvador, os voluntários também poderão ser atendidos na sede da Hemoba, na Av. Vasco da Gama, de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados, das 7h às 12h30; nas unidades dos shoppings Salvador e Salvador Norte, de segunda-feira a sábado, das 10h às 19h; no Hospital do Subúrbio, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h e das 13h às 16h30; e no Hospital Irmã Dulce, de segunda a sexta-feira, das 7h10 às 11h30 e das 13h às 16h.

Além de realizar os atendimentos por ordem de chegada, a Hemoba adotou o serviço de agendamento com hora marcada para a coleta de sangue. Os interessados em doar devem solicitar agendamento no site da Hemoba ou por e-mail horamarcada@hemoba.gov.br. A doação também pode ser agendada por telefone (71) 3116-5643 para unidades de Salvador. Já para agendamento nas 21 unidades do interior deve-se consultar lista telefônica no site da Hemoba.

Doação - Hemóvel
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

Para doar sangue, o voluntário deve estar de máscara, em boas condições de saúde, sem sintomas virais, pesar mais de 50 quilos, estar bem alimentado, ter dormido pelo menos 6h, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12h, não fumar por, pelo menos, duas horas, e ter entre 16 e 69 anos incompletos. Já os menores de 18 anos precisam estar acompanhados de um responsável legal.

Os doadores que se vacinaram contra a Covid-19 devem aguardar de 48 horas a 7 dias para doarem sangue. Quem se vacinou com a Coronavac pode doar sangue 48 horas após cada dose do imunizante e, no caso da AstraZeneca, Pfizer e Janssen, a doação pode ser feita após sete dias .

Fonte: Ascom/Hemoba