Colégio Estadual de Pedra Vermelha
Foto: Divulgação

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) está realizando uma série de vistorias técnicas em unidades escolares da rede estadual de ensino. O objetivo é dialogar com a comunidade escolar e verificar possíveis intervenções na estrutura física, além de abordar questões administrativas e pedagógicas. Neste sábado (10), o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, acompanhado de uma equipe técnica, visitou unidades escolares nos municípios de Monte Santo, Jaguarari e Senhor do Bonfim.

Em Monte Santo, a equipe percorreu as instalações do Colégio Estadual de Pedra vermelha, localizado no povoado de Pedra Vermelha, que está em fase de conclusão. Com ampla infraestrutura, a nova unidade escolar tem um moderno padrão de engenharia e deverá ser entregue, em breve, pelo governador Rui Costa.

Depois, a comitiva vistoriou o Colégio Estadual Walter Brandão e o Centro Territorial de Educação Profissional (Cetep) Piemonte Norte do Itapicuru, em Jaguarari, onde também verificou a topografia de um terreno. A agenda foi finalizada em Senhor do Bonfim, com visita ao Colégio Estadual Senhor do Bonfim e vistoria em um terreno, para possível obra da Educação.

Jerônimo Rodrigues destacou que a finalidade é seguir acompanhando de perto as escolas em toda a Bahia. “Para o Governo do Estado, não basta implantar infraestruturas nas escolas das grandes cidades. Queremos alcançar os estudantes com a requalificação do ambiente escolar em todo o estado”, ressaltou.

A diretora do Colégio Estadual de Pedra vermelha, Guiomar Esther Teixeira, falou da expectativa pela entrega do novo colégio. “Foi uma honra receber a visita do secretário para vistoriar a obra da nova sede da nossa escola. Agradeço o carinho e o empenho pelo qual a SEC está conduzindo este trabalho, pois é gratificante para a nossa comunidade receber um colégio tão lindo e que nos enche de expectativa e motivação”.

Já a diretora do Cetep, Creuza Alcaraz Santos, comentou sobre a visita na unidade escolar. “O secretário vir para o chão da escola é muito importante, pois ele tem a oportunidade de sentir a nossa realidade e verificar a estrutura”.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação do Estado