As memórias do público, vividas em Salvador, serão as protagonistas da próxima obra do Balé Teatro Castro Alves (BTCA). Para isso, a companhia oficial de dança da Bahia lança, neste mês de julho, uma campanha interativa para recolher experiências memoráveis na capital da Bahia. Esta ação faz parte das comemorações dos 40 anos do corpo artístico do Teatro Castro Alves (TCA). Neste novo projeto de reencontro com a cidade, depoimentos do público vão guiar o processo criativo da direção e dos bailarinos. As pessoas poderão participar enviando vídeos, áudios, textos, fotos, ou alguma imagem, que estejam associados a algum canto de Salvador, para o e-mail btca.producao@tca.ba.gov.br ou nos perfis do Balé nas redes sociais Facebook ou Instagram (@btca.oficial).

Nestes tempos de pandemia, a relação das pessoas com os espaços públicos compartilhados mudou radicalmente. Por isso, habitar a cidade ganhou uma dimensão mais profunda e as relações pessoais passam pelas descobertas de novos sentidos. Desse modo, este projeto do BTCA nasce do desejo de reencontro presencial com o público, mas, sobretudo, da vontade de estar conectado a ele.

Os materiais serão recebidos em diversos formatos (frases, música, áudios, poema, foto, desenho, registro audiovisual etc.), desde que expressem alguma memória afetiva vivida em Salvador. Tudo o que for coletado servirá como ponto de partida para a criação da nova montagem da companhia, que celebrará as quatro décadas de BTCA, e busca refletir sobre o quanto de nós é composto pela cidade em que vivemos – as pessoas que nascem em Salvador, as que se mudam para ela, as que renascem nela, e as que passam por ela.

A composição dramatúrgica envolverá uma riqueza de narrativas, a partir da escuta sobre tantos modos de morar, viver ou passar pela capital baiana, também absorvendo histórias dos próprios bailarinos. A obra pretende compor um mosaico das diferenças que marcam a “vida” em Salvador e a maneira como este espaço se incorpora em cada cidadã/cidadão – pelas diversas questões culturais, econômicas, políticas, geográficas, históricas.

BTCA – Companhia pública de dança contemporânea fundada em 1981, o Balé Teatro Castro Alves (BTCA) tem direção artística de Ana Paula Bouzas e é um corpo artístico estável do Teatro Castro Alves (TCA), vinculado à Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e à Secretaria de Cultura do Governo do Estado da Bahia (SecultBA). Conta no seu repertório com mais de 90 montagens de importantes coreógrafos. Em sua história recente, destacam-se “Lub Dub” (2017), “Urbis in Motus” (2017), “Tamanho Único” (2018), “CHAMA: Coreografia para artistas incendiárixs” (2018) e “A História do Soldado” (2019), esta em parceria com a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba). Em 2020, em meio à pandemia da Covid-19, BTCA e OSBA mais uma vez se conectaram para promover colaborações artísticas em parceria, estreando seis criações inéditas encenadas e transmitidas ao vivo pela internet e TVE Bahia, dentro do projeto “Voltando aos Palcos”.

Fonte: Ascom/Teatro Castro Alves (TCA)