Ressaltando a importância de “resgatar os jovens” de condições de vulnerabilidade, o governador Rui Costa disse, nesta quarta-feira (14), que “é preciso ter sensibilidade e é preciso ter prioridade com a educação”, se referindo ao retorno das aulas semipresenciais na Bahia a partir do dia 26 de julho. Ele ainda ressaltou que os professores reúnem uma condição que outras categorias não têm, que é a de a grande maioria já estar vacinada contra a covid-19.