O SEQUENCIAMENTO DE TREZENTOS E CINCO GENOMAS DO VÍRUS DA COVID ATÉ O ÚLTIMO DIA DEZENOVE DE JUNHO REVELOU QUE VINTE E TRÊS LINHAGENS DIFERENTES DO SARS-COV-2 CIRCULAM DE FORMA SIMULTÂNEA NO ESTADO DA BAHIA AO LONGO DO TEMPO/ COM PREDOMINÂNCIA DE CIRCULAÇÃO DA P1 EM OITENTA E CINCO POR CENTO DAS AMOSTRAS// A P1 É CARACTERIZADA COMO UMA CEPA MAIS AGRESSIVA DO PONTO DE VISTA DA TRANSMISSIBILIDADE E POSSIBILIDADE DE AGRAVAMENTO MAIS RÁPIDO DA INFECÇÃO// OS DADOS SUGEREM QUE A MOBILIDADE HUMANA REPRESENTA UM FATOR CRUCIAL PARA A DISPERSÃO DO VÍRUS DA COVID 19 E DAS NOVAS VARIANTES// ENQUANTO A REMESSA DE VACINAS NÃO ATINGE O RITMO NECESSÁRIO PARA INTERROMPER O CICLO DE INFECÇÕES E REINFECÇÕES/ MEDIDAS COMO DISTANCIAMENTO SOCIAL/ USO DE MÁSCARA E HIGIENE FREQUENTE DAS MÃOS AINDA SÃO AS MELHORES FORMAS DE FREAR O CONTÁGIO E A DISPERSÃO DO VÍRUS/ EVITANDO ASSIM QUE ELE SE MULTIPLIQUE E SE MODIFIQUE A CADA TRANSMISSÃO/ EVITANDO O SURGIMENTO DE NOVAS CEPAS///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ SUELE QUEIROZ///