Ao final de cada 12 meses, a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), responsável por implementar a política de saneamento no estado da Bahia, elabora relatório contendo o levantamento de dados sobre os trabalhos desenvolvidos ao longo de cada ano.

O objetivo, além de oferecer transparência, é dar visibilidade às ações de saneamento executadas em todo o estado pela SIHS e suas entidades vinculadas, Empresa Baiana de Água e Saneamento S/A (Embasa), Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) e Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa).

O documento, que pode ser encontrado no site da Secretaria, apresenta as atividades de formulação e gestão de políticas para o setor de saneamento, que é a finalidade principal da SIHS, destacando as ações relevantes relacionadas a elaboração de planos estaduais e regionais, a gestão do novo modelo de regionalização do saneamento na Bahia – Microrregiões de Saneamento Básico, e do esforço para a melhoria da gestão do saneamento rural.

No cumprimento de sua missão, em 2020, a SIHS viabilizou importantes obras, apresentadas no relatório, tanto no âmbito urbano quanto no rural, garantindo o acesso dos cidadãos aos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, bastante significativas em um momento em que a saúde pública enfrenta adversidades, ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus.

Os dados acerca dos recursos também integram o Relatório, foram R$ 706,68 milhões aplicados em 2020, em ações de gestão e planejamento do setor de saneamento básico, nas vertentes abastecimento de água e esgotamento sanitário, e na realização de obras relevantes.

“A SIHS, segue as diretrizes contidas no Programa Água para Todos (PAT), um instrumento baseado no princípio da universalização dos serviços de saneamento básico, sem perder de vista as medidas impostas pelo novo marco legal do saneamento, e neste sentido, trabalhamos para desenvolver as ações, dando passos seguros na direção de contribuir para que o governo ofereça melhores serviços à população baiana. É este trabalho que está traduzido no Relatório SIHS 2020”, destacou Leonardo Góes, Titular da SIHS.

Fonte: Ascom/SIHS