Gestores municipais em Meio Ambiente dos 417 municípios baianos poderão participar, de forma gratuita, do curso on-line em “Formação Política e Gestão de Meio Ambiente”, oferecido pela Secretaria do Meio Ambiente da Bahia (Sema), por meio da Superintendência de Políticas e Planejamento Ambiental (SPA) e do Programa de Formação em Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Formar). Cada município terá direito a três vagas. No formato de educação on-line será possível atender a todos os municípios, em períodos alternados. A primeira turma terá as aulas ministradas em três semanas, ao longo dos meses de abril e maio, com carga horária total de 60 horas. As inscrições podem ser feitas neste link.

“O curso integra as ações de gestão socioambiental, de forma inovadora e participativa, com o objetivo de fortalecer a Gestão Ambiental Compartilhada (GAC). Com mais esta formação, a Sema amplia e fortalece a estruturação sistêmica da gestão ambiental local, em reconhecimento à importância de atuação dos municípios nessa área”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira.

O diretor de Educação Ambiental da Sema, José Carlos Oliveira, explicou que a formação irá fortalecer a tomada de decisões dos gestores municipais da área ambiental. “Com este curso, os gestores e técnicos ambientais dos municípios baianos estarão aptos para atuarem de forma estratégica na promoção de formação de valores sobre educação e meio ambiente. A nossa proposta é aumentar os níveis de eficiência e eficácia no planejamento ambiental dos municípios, mediante a adoção de instrumentos e ferramentas de gestão do território que permitam o adequado posicionamento para os problemas socioambientais”, disse.

O curso será realizado através de transmissões ao vivo pela plataforma Teams. O estudante cumprirá duas horas aula por dia, ao longo de duas semanas. A carga horária restante está dividida entre elaboração e construção de um relatório/diagnóstico municipal e apresentação oral, a proposta alterna atividades pedagógicas síncronas e assíncronas.

“No ambiente virtual, o aluno encontrará o conteúdo das disciplinas, organizados em temas/webaulas. Para cada um deles, ele realizará um conjunto de atividades. Um professor/tutor apoiará as atividades realizadas, atendendo as dúvidas por meio de ferramentas de comunicação, como o chat e videoconferência”, explicou a coordenadora de Educação Ambiental da Sema, Cláudia Sisan. Para a obtenção do certificado, o aluno deverá ter uma frequência mínima de 75% e nota igual ou superior a 7 no trabalho entregue no final.

Os temas das aulas serão: Histórico e Conceitos Gerais de Meio Ambiente; História do Desenvolvimento Socioeconômico e Processos de Ocupação; Saneamento Ambiental; Problemas ambientais e Gestão Pública; Política de Meio Ambiente; Política de Recursos Hídricos; Planejamento ambiental e Ordenamento Territorial; Gestão ambiental e Instrumentos de Comando e Controle (licenciamento, fiscalização, monitoramento); Educação Ambiental; e Participação, Mediação e Controle social.

Fonte: Ascom/Sema