Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O Hospital Riverside, situado no município de Lauro de Freitas, inicia operação neste sábado (3), com 96 novos leitos para o atendimento a pacientes com o diagnóstico de coronavírus (Covid-19), sendo 10 de UTI, 32 leitos de assistência respiratória e 54 clínicos. Este é um esforço adicional do governador Rui Costa, que visitou a unidade nesta manhã, para ampliar a oferta de vagas e, assim, reduzir a pressão na rede assistencial e a taxa de ocupação.

“O esforço do Governo do Estado continua grande no sentido de reduzir a taxa de ocupação de leitos e garantir rapidez para que os pacientes com potencial de agravamento da doença sejam atendidos com o suporte necessário. O objetivo é tentar evitar uma complicação maior desses pacientes que, muitas vezes, têm uma evolução rápida da doença, vindo, inclusive, à óbito, como temos registrado nas últimas semanas”, explicou o governador.

De acordo com a subsecretária estadual da Saúde, Tereza Paim, “o hospital conta com uma Unidade de Assistência Respiratória (UAR), que é focada no trabalho de fisioterapeutas. Os 32 leitos de assistência respiratória receberão pacientes dependentes de oxigênio em baixo fluxo e, através de manobras fisioterapêuticas, conseguirão permanecer nessa enfermaria sem precisar do leito de UTI”, afirma.

A unidade estadual será administrada pela Fundação Fabamed, que atualmente faz a gestão de aproximadamente 500 leitos, sendo 248 dedicados à Covid-19 nas cidades de Salvador, Lauro de Freitas, Barra, Seabra, Simões Filho e Itabuna.

Atuarão na unidade mais de 200 profissionais entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, dentre outros. Os leitos serão abertos de modo gradual e a expectativa é que nas primeiras 24 horas cheguem 32 pacientes no Hospital Riverside, que virão regulados de outras unidades de saúde.

O Hospital Riverside era um hotel que foi adquirido pelo Governo da Bahia em 2019 e passou por adequações estruturais para ser transformado em uma unidade hospitalar.