O MONITORAMENTO FITOSSANITÁRIO DA SOJA E DO ALGODÃO DEVE ALAVANCAR AINDA MAIS A PRODUTIVIDADE EM LAVOURAS BAIANAS E VAI SER IMPLEMENTADO DE FORMA PIONEIRA PELA ADAB/ AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA/ QUE SE TORNA A PRIMEIRA UNIDADE DO BRASIL A ADOTAR TECNOLOGIAS DE ÚLTIMA GERAÇÃO PARA IDENTIFICAR PRAGAS QUE PROVOCAM SIGNIFICATIVAS PERDAS E FISCALIZAR O CUMPRIMENTO DE CALENDÁRIOS OFICIAIS DE PREVENÇÃO E CONTROLE DO BICUDO DO ALGODOEIRO E DA FERRUGEM ASIÁTICA DA SOJA// UM CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA ASSINADO ENTRE A ADAB/ A ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E IRRIGANTES DA BAHIA E A EMBRAPA ASSEGURA O TRABALHO CONJUNTO QUE VAI PERMITIR O SALTO DE QUALIDADE NO PLANEJAMENTO E EXECUÇÃO DE IMPORTANTES DECISÕES PARA O CONTROLE DAS LAVOURAS DA BAHIA// O PROGRAMA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO VAI SER DESENVOLVIDO PELA EMBRAPA DE SÃO PAULO E DEVE SER UTILIZADO EM TESTES PRELIMINARES PARA VALIDAÇÃO JÁ NA SAFRA 2021 DA SOJA E DO ALGODÃO///

COM INFORMAÇÕES DA SECOM BAHIA/ ANDERSON OLIVEIRA///