Transferência - rede estadual
Foto: Divulgação

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) iniciou, nesta segunda-feira (22), o processo de matrícula da rede estadual de ensino para o ano letivo 2020/21, que segue até 14 de abril. O primeiro dia foi dedicado, exclusivamente, para a transferência de estudantes da própria rede estadual que irão mudar de escola.

A transferência prossegue até o dia 14 de abril e pode ser feita mediante agendamento prévio, por telefone, em qualquer escola da rede estadual, mesmo que não seja aquela em que o estudante vá estudar. O procedimento também pode ser feito remotamente, por telefone, se a documentação do estudante estiver toda regularizada. A transferência está ocorrendo por blocos de municípios que fazem parte dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e os estudantes precisam consultar as datas, conforme o cronograma disponível no Portal da Educação.

O superintendente de Planejamento Operacional da Rede Escolar, Manoel Vicente Calazans, falou sobre o processo. “A logística da transferência de escola para estudantes da rede e a matrícula de alunos novos foi pensada para garantir a segurança das famílias, em parceria com a Saeb por meio do SAC Digital e da Prodeb. As vagas estão garantidas para todos que procurarem. Por tanto, não precisa fazer fila, nem aglomeração nas escolas. É importante ver o cronograma e as datas de transferência e matrícula de acordo com cada município e NTE. Todas as informações estão disponíveis no Portal da Educação, nas redes sociais da Educação Bahia e também nas escolas que podem ser contactadas por telefone. Todo o processo pode ser feito de forma ainda mais tranquila e segurança neste momento de pandemia”, afirmou.

A vendedora Paula Amâncio já garantiu a transferência do filho Issac Castelo Branco, 15, do 9º e 1º ano. Ele estudava no Colégio Estadual Cleriston Andrade, em Salvador, e foi transferido para o Colégio Estadual João Carneiro, em Conceição do Coité. “Moramos um ano em Salvador e, agora, retornamos para Coité. Como a escola já tinha toda a documentação do meu filho no sistema da SEC, consegui fazer a transferência dele de forma remota, me comunicando pelo WhatsApp da escola. O processo foi bem prático, organizado e seguro, pois não precisei sair de casa”, revelou.

O estudante Issac comentou sobre a expectativa de retornar para a antiga escola. “Eu já estudei por três anos nesta escola e estou feliz em poder voltar. Estou me adaptando ao ensino remoto e me familiarizando mais com as plataformas digitais, como o Google Meet. Vai ser muito bom poder rever todos da minha antiga escola, mesmo que de forma virtual”, afirmou.

Matrícula para alunos novos

Para os alunos que são da rede estadual, a matrícula já foi realizada automaticamente. Já os egressos de escolas municipais, federais ou privadas devem fazer a matrícula a partir desta terça-feira (23) até o dia 14 de abril, pelo SAC Digital, no endereço eletrônico www.sacdigital.ba.gov.br, ou pelo aplicativo SAC Digital (disponível gratuitamente nos sistemas Android e IOS).

Para se cadastrar no SAC Digital, é simples. Basta acessar o endereço www.sacdigital.ba.gov.br na internet e clicar na opção ‘Cadastre-se’. Caso prefira, o estudante pode fazer o cadastro no aplicativo SAC Digital. Se o aluno novo for menor de 16 anos, o cadastro deverá ser feito em nome dos pais ou do responsável.

Na internet ou no app, será necessário preencher fornecer dados pessoais, como nome completo, CPF, data de nascimento, e-mail e telefones para contato, entre outros, clicando em ‘Avançar’. Nas páginas seguintes, serão preenchidas informações sobre endereço do estudante e senha para acesso à plataforma. Todos os dados fornecidos serão confirmados na quarta e última página.

Uma mensagem será enviada para o e-mail cadastrado no SAC Digital, para ativação da conta. Com isso, o estudante poderá acessar a plataforma em ‘Entrar’, fornecendo senha e login, e buscar o serviço ‘Solicitar matrícula para aluno novo’.

Para a comprovação da matrícula, os alunos novos precisarão apresentar, em data a ser agendada com a escola, os seguintes documentos: original do Histórico Escolar; original e cópia da cédula de identidade ou certidão de Registro Civil; original e cópia do CPF; original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura); original e cópia da carteira de vacinação; cópia da cédula de identidade da mãe do aluno; e cópia do CPF da mãe do aluno. Mais informações podem ser conferidas no Portal da Educação.

Fonte: Ascom/Secretaria da Educação