Saeb
Foto: Morgana Sampaio

O Governo do Estado realizou 137,3 mil reuniões de trabalho por meio eletrônico, nos últimos doze meses, durante o período de enfrentamento à pandemia de Covid-19. As reuniões virtuais ocorreram por meio da plataforma digital adotada pelo poder executivo, como uma das medidas para manter o funcionamento da máquina pública, durante a crise sanitária, sem gerar aglomerações de servidores públicos. 

A Secretaria da Administração disponibilizou um conjunto ferramentas eletrônicas para auxiliar no trabalho remoto dos servidores a exemplo do aplicativo Microsoft Teams, que integra o pacote Office 365. Além das reuniões virtuais, o Teams permite realização de videochamadas, ligações, troca de mensagens de texto, compartilhamento de documentos e transmissões em vídeo para até 10 mil pessoas de forma simultânea.   

O Governo também colocou à disposição dos servidores conexões do tipo VPN, com a qual é possível acessar de forma segura dados da Rede Governo, arquivos e informações, mesmo trabalhando remotamente. Franqueou, ainda, acesso aos sistemas de gestão como o Simpas (sistema de compras do Estado) e Fiplan (sistema de contabilidade e finanças do Estado), permitindo que os servidores pudessem trabalhar a distância, sem o risco de contaminação pelo vírus.  

O conjunto de soluções em tecnologia da informação permitiu que o Estado continuasse trabalhando e prestando serviços aos cidadãos, mesmo diante das limitações impostas pela pandemia. Os servidores do Estado têm acesso às ferramentas eletrônicas, utilizando apenas senhas dos seus e-mails institucionais e dos sistemas de gestão governamentais. 

Um total de 54 órgãos públicos aderiu à plataforma Office 365 e cerca de 100 unidades ligadas a eles já utilizaram a tecnologia durante a pandemia, segundo dados fornecidos pela Diretoria de Gestão Estratégica de TIC (DGE), unidade pertencente à Saeb. A DGE é a responsável pela gestão da tecnologia, em parceria com a Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodeb).   

Uma prova do desempenho do serviço público durante a pandemia foram as 137,3 mil reuniões virtuais realizadas em 12 meses, uma média acima de 11 mil por mês. São reuniões administrativas, deliberativas, encontros de trabalho que seriam realizados presencialmente, mas que não puderam ocorrer em função da Covid. 

As reuniões pelo aplicativo resultaram em um ganho para o Estado, que conseguiu manter suas atribuições sem correr o risco de propagar a doença, reunindo servidores em espaços fechados. Um bom exemplo é a reunião do Conselho de Qualidade do Serviço Público (Conquali), colegiado composto por representantes de órgãos estaduais, criado para avaliar a qualidade da prestação do serviço público pelo Estado.   

Os conselheiros do Conquali, servidores públicos e técnicos do Estado se encontram trimestralmente para apresentar balanços das ações do Governo, debater propostas de melhoria da gestão pública, acompanhar status de implantação de novos projetos, dentre outros. Diante da pandemia, para não gerar aglomeração de pessoas, a solução foi realizar a reunião de forma virtual, por intermédio aplicativo Teams. Desde início da crise sanitária gerada pelo Coronavírus, quatro reuniões do Conquali já foram realizadas, sendo que a última ocorreu nesta terça (16). 

Fonte: Ascom/ Saeb