O secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, fez um novo alerta nesta terça-feira (23) sobre o risco de uso de medicamentos sem eficácia comprovada para o tratamento da covid-19. Ele citou como exemplo os casos de pessoas que tem tomado Ivermectina e tem desenvolvido doenças como hepatite, necrose hepática e falência hepática, levando à necessidade de transplante de fígado.