Alertando novamente para uma mudança no perfil dos pacientes que necessitam de leitos de UTI, que são cada vez mais jovens, a subsecretária estadual da saúde, Tereza Paim, afirma que o Governo do Estado tem feito uma reorganização da rede de saúde para absorver os pacientes, inclusive em unidades de emergência que não são gripários. Ela também volta a destacar que o momento é crítico, com regiões que registram 100% de ocupação dos leitos, mas ressalta que “vai continuar trabalhando e sem medir esforços”. A subsecretária também acredita que a taxa de ocupação deve diminuir a partir da próxima semana.